terça-feira, 29 de junho de 2010

CPTM afasta vigilantes que se envolveram em confusão com adolescentes em São Paulo

SÃO PAULO - Quatro vigilantes da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que se envolveram em uma confusão com um grupo de passageiros neste fim de semana foram afastados de suas funções nesta segunda-feira. Dezessete pessoas, entre elas crianças e adolescentes, participavam de um passeio a um parque de diversões quando começaram a discutir com os seguranças no vagão. (Bom Dia São Paulo: Veja imagens da confusão gravadas por um telefone celular )
O grupo acusa os vigilantes de agressão. Um homem de 72 anos e uma adolescente tiveram que ser socorridos num hospital. A confusão virou caso de polícia e os seguranças, que acusaram os jovens de ameaça, vão ser investigados por lesão corporal.
O tumulto aconteceu na estação Osasco da CPTM. A viagem do grupo começou na estação Carapicuíba, quando duas seguranças da CPTM estavam no mesmo vagão. As crianças e os jovens conversavam e brincavam. Uma delas achou que as crianças a estavam provocando e foi até um dos adultos. A segurança pediu que as crianças parassem de provocá-las. Enquanto isso, a outra vigilante falava ao celular.
Quando o trem parou na Estação Osasco, havia vários seguranças na plataforma. Os jovens foram puxados para fora do vagão. As crianças se desesperaram e uma menina ficou caída no chão do trem. Um passageiro que viajava no mesmo vagão tentou acalmar os ânimos, mas não adiantou. Um rapaz afirmou ter sido agredido e partiu para cima de um vigilante. O jovem acabou sendo arrastado pelo pescoço.
Uma adolescente caiu no trem e um padeiro de 72 anos, que estava no vagão, foram parar no hospital por causa de ferimentos. No tumulto, o segurança fala para o padeiro para 'voltar para o asilo'.
- Eu senti mais a palavra do que se ele tivesse me dado um chute - disse.
Segundo a CPTM, a linha Julio Prestes-Itapevi é uma das mais tranquilas do trem metropolitano, com uma ocorrência a cada três dias. Se ficar comprovada a culpa dos seguranças, eles podem ser desligados da companhia.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Comissão do Senado aprova aposentadoria especial e periculosidade para vigilantes

Brasília - A categoria dos vigilantes deu hoje (26) o primeiro passo para ser incluída na categoria profissional com direito a aposentadoria especial de 25 anos de serviço e adicional de periculosidade de 30% do salário recebido. A matéria que prevê esses benefícios foi aprovada hoje pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, em caráter terminativo, e agora segue para a apreciação dos deputados federais.
Em seu parecer, o relator Flávio Arns (PT-PR), defendeu o projeto do colega Paulo Paim (PT-RS). Segundo ele, ampliar a previsão legal de incidência da periculosidade para os casos em que haja risco à vida ou à integridade física dos trabalhadores, beneficia várias categorias que ainda não recebem esse adicional nos salários.
Outra matéria aprovada em caráter terminativo pela CAS e que vai à apreciação da Câmara dos Deputados é a instituição de um piso salarial de R$ 930, em todo o país, aos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combates às Endemias. A proposta estabelece que o mínimo será corrigido anualmente no mês de janeiro.
O projeto de lei da senadora Patrícia Saboya (PDT-CE) estabelece que o piso será efetivado de forma progressiva e proporcional, em 12 meses. Esse prazo entrará em vigor a partir da sanção do projeto pelo presidente.
 

Dia do Vigilante

A Profissão de vigilante é uma das mais antigas do mundo. Desde os primórdios dos tempos, dos guardiões romanos, o homem se preocupa com a sua segurança, da família e de seu patrimônio.
A segurança é uma necessidade primária básica.
A proteção se faz necessária, mesmo quando estamos realizando varias atividades (lazer, trabalho, em casa com a família, etc.). Consciente ou inconscientemente sentimos a necessidade de estarmos seguros e protegidos.

Segurança é um sentimento, uma sensação, e a função do vigilante é passar essa sensação através da sua presença e demonstrações de atitudes profissionais.
A profissão de vigilante foi regulamentada em 1983 pela Lei 7.102 de 20 de junho de 1983, qualificando o profissional da segurança privada através dos cursos que ele deve freqüentar para poder exercer a profissão.
O profissional de segurança, antes de tudo, é integro, honesto, responsável e tem convicção de que sua atividade é muito séria.
A ótima apresentação, boa postura, limpeza, assiduidade, pontualidade e organização são requisitos indispensáveis para o seu bom desempenho.
A sua atuação se faz necessária, justamente nos dias de hoje, em que a violência está presente em todas as áreas devido, principalmente à crise econômica que envolve o mundo.

Esta situação torna a função de vigilante imprescindível e mais digna, ampliando a sua participação em todos os setores, com maior importância, mesmo com o avanço da tecnologia voltada para a segurança privada, que sempre dependerá da ação do homem preparado e pró-ativo.
A atualização constante tornou-se uma necessidade para o exercício da função de vigilante a fim de mantê-lo empregado ou em condições de entrar neste mercado, cada vez mais competitivo.
O perigo constante que envolve esta atividade faz desse profissional uma pessoa atenta, observadora, cuidadosa, precavida, cautelosa e principalmente orgulhosa de sua função, características encontradas nos profissionais que freqüentaram cursos específicos para o exercício desta profissão.
Sabedores desta situação, os Deputados Estaduais do Estado de São Paulo criaram, em 1996, o DIA DO VIGILANTE, através do projeto de lei nº 17 que instituiu o "DIA DO VIGILANTE".
A Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo decretou:
Artigo 1º fica constituído o "DIA DO VIGILANTE", a ser comemorado anualmente em 29 de setembro, que será incluído no calendário de efemérides do Estado de São Paulo.

Parabéns vigilantes!

 

vagas de emprego de Vigilante em Fortaleza, Ceará



Manual do Vigilante

Olho Vivo

Mascote

 

Papeis de Parede Vigilante QAP

DEIXE ESSA PAGINA ABERTA NO SEU PC ENQUANTO ESTIVER ON, ASSIM SEMPRE TERA PESSOAS PARA CONVERSAR!!!

vagas de emprego de Vigilante em Fortaleza, Ceará

http://www.indeed.com.br/empregos-de-Vigilante-em-Fortaleza,-Cear%C3%A1

Sindicato dos Vigilantes denuncia ação violenta de policiais

Representantes do Sindicato dos Vigilantes do Ceará participaram de uma reunião com o vice-governador, Francisco Pinheiro. Na ocasião, os policiais cobraram do Governo punição aos policiais militares que agrediram o vigilante Pedro Nonato de Farias, de 38 anos, que foi atingido por uma bala de borracha e perdeu massa encefálica.
A categoria apresentou um documento denunciando a ação violenta dos policiais durante a greve que aconteceu no início deste mês. Nonato saiu recentemente da UTI, mas permanece internado no Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza. Os vigilantes denunciam que o problema é antigo. O diretor do Sindicato, José Edson Pereira mostrou marcas de confrontos com a Polícia Militar.
Os policiais suspeitos de agredir o Pedro Nonato Farias estão respondendo a um inquérito no Comando Geral da Polícia Militar. O resultado da investigação deve sair em 60 dias. O Governo do Estado proibiu o uso de armas brancas e de fogo durante greves e manifestações populares.
O vice-governador afirma que o governo vai acompanhar toda a investigação e que os culpados vão ser punidos.
http://blog.opovo.com.br/empregosemfortaleza/50-vagas-vigilantes-fortaleza-e-euzebio/

QAP

 

Vigilantes pag 01

Jornal do vigilante pag 02

Tabela de Salário 2010

Jornal do vigilante pag 4

Proposta para sócio

Documentos Para Admissão