magazinecidamont

sábado, 7 de agosto de 2010

Carteira Nacional do Vigilante - CNV

Carteira Nacional de Vigilante – CNV é a identidade funcional do vigilante, mas só deverá ser requerida junto a Polícia Federal quando o vigilante estiver exercendo a atividade, registrada em carteira de trabalho, ou seja, quando estiver vinculado a empresa especializada em segurança privada ou empresa orgânica de segurança.
Assim, apenas a empresa contratante ou entidades de classe (sindicato dos vigilantes, por exemplo) devem requerer a CNV junto a Polícia Federal.

Art. 111.
A Carteira Nacional de Vigilante - CNV - instituída pela Portaria 891/99 -DG/DPF, será de uso obrigatório pelo vigilante, quando em efetivo serviço, constando seus dados de identificação e as atividades a que está habilitado.
§ 1º A CNV somente será expedida se o vigilante preencher os requisitos profissionais previstos no art. 109 da portaria 387/06-DG/DPF, estiver vinculado à empresa especializada ou a que possua serviço orgânico de segurança, e possuir curso de formação, extensão ou reciclagem dentro do prazo de validade.
Art. 112. A CNV deverá ser requerida pela empresa contratante à DELESP ou CV, ou através das entidades de classe, até 30 (trinta) dias após a contratação do vigilante, devendo-se anexar:
I - Carteira de Identidade e CPF;
II - CTPS, na parte que identifique o vigilante e comprove vínculo empregatício com empresa especializada ou executante de serviços orgânicos de segurança autorizada a funcionar pelo DPF;
III - 02 (duas) fotografias recentes do vigilante, de frente, colorida, de fundo branco, tamanho 2 x 2 cm;
IV - comprovante de recolhimento da taxa correspondente, às expensas do empregador.
§ 1º Os documentos mencionados nos incisos I e II deste artigo deverão ser apresentados em cópias reprográficas e originais, sendo estes restituídos após conferência pelo órgão recebedor, ou em cópias autênticas, e sendo as cópias anexadas ao formulário de requerimento.
§ 2º O protocolo do requerimento, de porte obrigatório pelo vigilante enquanto não expedida a CNV, terá validade de 60 (sessenta) dias a partir do recebimento do pedido pelo DPF, na forma do “caput”, e comprovará a regularidade do vigilante durante esse período.
§ 3º Não sendo expedida a Carteira Nacional de Vigilante no prazo fixado no parágrafo anterior, o Chefe da DELESP ou Presidente da Comissão de Vistoria poderão prorrogá-lo por mais 60 (sessenta) dias, revalidando por esse período o prazo constante do protocolo de entrega do formulário.

A empresa tem um prazo de trinta dias da data de contratação do vigilante para requerer a CNV, estando sujeita a penalidade que varia de advertência a 5000 UFIR, caso possua em seu quadro funcional vigilantes sem CNV.
A taxa para recolhimento é de dez UFIR, sendo que a GRU para pagamento pode ser extraída do site http://www.dpf.gov.br, clique no link pessoas e entidades brasileiras PREENCHAO FORMULÁRIO E CLICAR EM GERAR GUIA (observar que o código STN é 140350 - expedição de carteira de vigilante).
Como a obrigação do protocolo do pedido da CNV é da empresa, é ela quem deve requerer o documento na DELESP ou Comissão de Vistoria mais próxima da sede da empresa.
Obs: Se você decidir entregar a lista de documentos solicitados no sindicato para que sua carteira nacional seja solicitada por eles também pode preencher a ficha e imprimir direto no site da Polícia Federal.

Fonte:
MSG 166/10- DICOF/CGCSP - Brasília/DF, 07 de maio de 2010

8 comentários:

  1. estou exercendo a função de vigilante a 02 anos e a empresa não deu entrada na minha cnv,qual seria a atitude mais correta da minha parte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Converse com seu supervisor e fale sobre o risco que a empresa esta correndo, mas apesar que ela sabe disso, lembra o que te falaram no curso amigo, se vc estiver no posto sem qualquer documentação regularizada e se um inspetor da p.f bater no seu setor ,vc será conduzido até uma delegacia par preencher uma b.o e ainda vai ficar suspenso até que a sua empresa coloque seus documento em dia e ao mesmo tempo ela vai levar uma baita de um multa que é enorme e se persistir vai ser uma multa atras da outra e se continuar ela sera autuada e poderar até fechar suas porta por negligenciar uma conduta que é padrão e legal pela P.F.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. a nova CNV 2014 não vem com foto e muito menos com assinatura do responsável pela segurança privada da polícia federal, qualquer pessoa pode confeccionar isso no word e imprimir, totalmente sem valor.

    ResponderExcluir
  4. Sou estrangeiro. Teria chance de trabalhar como vigilante com direito a CNV?

    ResponderExcluir
  5. Ha um tempo adquiri a CNV, sendo que não reciclei,pois a empresa pela qual tirei faliu. Tem como eu reaver o meu registro? ou tenho que tirar outra?.

    ResponderExcluir
  6. eu trabalho ah 10 anos no interior do maranhão nunca tirei cnv já falei pra empresa mais ela faz pouco caso rapaz o que tem de empresa vagabunda

    ResponderExcluir