segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Os direitos e deveres do Vigilante



Direitos

A
rt. 117. Assegura-se ao vigilante:
I - o recebimento de uniforme, devidamente autorizado, às expensas do empregador;

II - porte de arma, quando em efetivo exercício;

III - a utilização de materiais e equipamentos em perfeito funcionamento e estado de conservação, inclusive armas e munições;

IV - a utilização de sistema de comunicação em perfeito estado de funcionamento;

V - treinamento permanente de prática de tiro e de defesa pessoal;

VI - seguro de vida em grupo, feito pelo empregador;

VII - prisão especial por ato decorrente do exercício da atividade.

Deveres

Art. 118. São deveres dos vigilantes:
I - exercer as suas atividades com urbanidade, probidade e denodo;

II - utilizar, adequadamente, o uniforme autorizado, apenas em serviço;

III - portar a Carteira Nacional de Vigilante - CNV;

IV - manter-se adstrito ao local sob vigilância, observando-se as peculiaridades das atividades de transporte de valores, escolta armada e segurança pessoal;

V - comunicar, ao seu superior hierárquico, quaisquer incidentes ocorridos no serviço, assim como quaisquer irregularidades relativas ao equipamento que utiliza, em especial quanto ao armamento, munições e colete à prova de balas, não se eximindo o empregador do dever de fiscalização.

> Portaria N°387/2006-DG/DPF (na íntegra, no site da Polícia Federal)

2 comentários:

  1. nos vigilantes estamos anciosos para que entre em vigor a nova lei dos nossos 30%, nos trabalhamos muito e corremos riscos diariamente na nossa pprofissao, queremos nossos 30% ja, é uma vergonha nao ver nenhum orgao competente correr atras do nosso direito junto com a gente.

    ResponderExcluir
  2. vamos usar as redes para lutar pelos nossos 30% nos merecemos e temos direito.

    ResponderExcluir