sexta-feira, 4 de maio de 2012

Vigilantes do Maranhão podem parar no dia 15

O Sindicato dos Vigilantes do Maranhão (Sindvig-MA) realizou, na manhã de ontem (2), uma assembleia geral no auditório da Federação dos Trabalhadores da Indústria no Estado do Maranhão (Fetiema), em São Luís, com indicativo de greve a partir do próximo dia 15, por tempo indeterminado. A categoria deliberou por unanimidade manter o pedido de reajuste salarial de 16%, aumento do ticket-alimentação para R$ 12, adicional de risco de vida de 30%, plano de saúde pago integralmente pela empresa, escala 12 horas de trabalho e 36 de folga para os que trabalham em transporte de valores, entre outras reivindicações.
Segundo o presidente do Sindvig-MA, Luiz Gonzaga Sá, o salário atual é de R$ 700, o ticket-alimentação é de R$ 8 e não há plano de saúde. Ele revelou que as negociações não têm avançado e o sindicato patronal ofereceu como contraproposta 4,29% de reajuste e R$ 0,40 de aumento no ticket. “Já baixamos o valor inicial de 20% para 16%, mas o patronal está irredutível”, declarou Sá.
De acordo com informações do sindicalista, a categoria soma cerca de 8 mil vigilantes em todo o estado.
A Superintendência Regional do Trabalho mediaria uma conversa, que aconteceria ontem à tarde, entre as partes envolvidas.
Uma assembleia está marcada, também na sede da Fetiema, na próxima quarta-feira (9), às 8h. “Se não houver nenhum avanço ou sinalização positiva até o dia 14 de maio, no dia seguinte vamos parar geral por tempo indeterminado”, disse Luiz Gonzaga Sá. (Jully Camilo)
Fonte: Jornal Pequeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário