A TIM decidiu se antecipar e já vai implementar a medida proposta pela Anatel
Operadora se antecipou e deve iniciar mudança na próxima semana. Foto: Divulgação
A operadora de telefonia móvel TIM decidiu se antecipar e já vai implementar a medida proposta pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que dará 120 segundos para que os usuários de celulares possam refazer as ligações interrompidas sem pagar nenhum custo a mais.
A TIM enviou comunicado, na noite desta quarta-feira (15), informando que a mudança. “A empresa buscará se antecipar,iniciando já na próxima semana o processo de implementação da nova solução em seis estados da região Nordeste”, explica Mario Girasole, vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais. Segundo a operadora, apenas seis estados da região vão ser contemplados com a solução: Ceará, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí.
Determinação
A Anatel determinou que as telefonias vão ser proibidas de cobrar pela segunda chamada, caso a primeira seja interrompida. Para evitar nova cobrança, o usuário terá de fazer outra chamada em, no máximo, dois minutos, do mesmo aparelho e para o mesmo destino.
A medida ainda não foi votada. Nesta quinta-feira (16), a proposta deve ir à consulta pública, quando as empresas e a população devem se pronunciar sobre a mudança. A consulta deve ter 10 dias corridos.
A Anatel espera que em um mês a nova regulamentação esteja em vigor. A norma atual é de 2007 e, segundo a agência, a alteração visa a atualizar a regulamentação às transformações do mercado, de modo a minimizar prejuízos dos usuários.
Veja a nota enviada pela TIM:
“A TIM concorda plenamente com a proposta da Anatel de estender a qualquer duração de chamada a atual regra de “concatenação”. Segundo a nova proposta, em qualquer caso de interrupção de chamada entre dois usuários, a nova ligação realizada em até dois minutos será a continuação da chamada anterior.
A TIM reafirma seu compromisso com a prestação de serviços de qualidade e segue com a execução do Plano de Ações de Melhoria, recentemente aprovado pela Anatel, que prevê dentre outras ações, a expansão da capacidade da rede de voz e dados. Até 2014, a empresa prevê investimentos na ordem de R$ 9,5 bilhões, sendo R$ 3,5 bilhões ainda este ano.”