sábado, 22 de dezembro de 2012

Homem é suspeito de roubar patrão para pagar casamento, no Ceará


Funcionário confessou ter dado chave de comércio para assaltantes.
Além de pagar o casamento, funcionário denunciou proprietário.
Do G1 CE
Munição ilegal é pareendida em loja (Foto: Alex Pimentel / Blog Sertão Central)Munição ilegal é apreendida em loja
(Foto: Alex Pimentel / Blog Sertão Central)
O funcionário de uma loja de ferragens emQuixadá, no Sertão Central do Ceará, foi preso na manhã de quinta-feira (20), suspeito de participar do robo de R$ 110 mil do local de trabalho. Em depoimento na Delegacia Regional de Polícia de Quixadá, o funcionário afirmou ter precisado do dinheiro para pagar o próprio casamento, realizado na última semana.
Segundo informações da Polícia Civil, o funcionário também afirmou que o dinheiro guardado no estabelecimento pelo proprietário foi resultado da venda ilegal de munição e fogos de artifício. O funcionário, o proprietário e três assaltantes foram presos.
A polícia afirma que as investigações sobre o roubo dos R$ 110 mil na madrugada da última sexta-feira (14) revelaram que o funcionário do comércio deu a chave do estabelecimento para os assaltantes e indicou onde era guardado o dinheiro. Ainda segundo a polícia, os homens chegaram a simular um arrombamento para despistar a participação dele.
Mas, durante o depoimento, o funcionário acabou confessando a participação. Os homens presos confessaram ainda que parte do dinheiro roubado da loja de ferragens foi usado para pagar o casamento do funcionário do estabelecimento. E outra parte foi usada para comprar motos para o grupo de assaltantes.
A polícia investiga ainda a participação de outras três pessoas no assalto. A polícia apreendeu na loja munições de diversos calibres, pólvora, espoletas e até fogos de artifício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário