domingo, 20 de janeiro de 2013

DRF investiga o bando detido em Senador Sá


IDENTIFICAÇÃO
O delegado Romério Almeida, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), investiga a participação de quatro pessoas presas, acusadas de envolvimento no roubo, mediante explosão do caixa eletrônico, à agência do Banco do Brasil (BB), em Senador Sá, ocorrido no último dia 12, ao mesmo tipo de ação criminosa praticada contra a agência do Bradesco, no distrito de Pecém, Em São Gonçalo do Amarante (55Km de Fortaleza), nos primeiros minutos do dia 1º de janeiro.


Delegado Romério Moreira de Almeida, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), faz diligências para identificar o restante da quadrilha que sitiou a cidade de Senador Sá há uma semana e explodiu um caixa bancário FOTO: ALEX COSTA
Os quatro suspeitos foram transferidos para a Capital cearense, após serem autuados em flagrante na Delegacia Regional de Camocim. Os três homens detidos permanecem na carceragem da DRF, enquanto Nayane Fernandes da Silva, 28, foi encaminhada Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), pois naquela Especializada existe uma ala feminina. Francisco Antônio de Oliveira, 35, tem antecedentes criminais por roubo. Lucivaldo Ferreira da Silva, 32, e Francisco Ângelo Ramos Neto são primários, segundo a Polícia.

Modo de atuar

Romério Almeida enalteceu o trabalho da Polícia Militar que resultou na prisão dos acusados. "Os outros envolvidos no caso continuam sendo procurados", disse o titular da DRF, destacando que já é a segunda ação criminosa, como o mesmo modo de agir, realizado neste ano no Interior do Estado.

O titular da DRF ressaltou que, neste ano, a Polícia cearense está dando resposta rápida aos ataques a banco e colocando os bandidos atrás das grades. Romério Almeida lembrou que em 2012, nenhuma ação criminosa contra instituições financeiras ficou sem resposta.

O delegado ainda destacou o trabalho dos homens do Comando Tático Rural (Cotar), que teve participação fundamental para a prisão dos acusados do roubo em Senador Sá.

Almeida acredita que as ações dos bandidos terão menos êxito, pois a Secretária da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) já garantiu que o efetivo do Cotar será dobrado para reforçar as ações contra o crime no Interior. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário