terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Polícia vai pedir prisão preventiva de cuidadoras que agrediram idosa no RJ


Câmera foi instalada pelo filho da idosa após ela se queixar.
De acordo com a polícia, mulheres negaram agressões.
Do G1 Riorios
A Polícia Civil do Rio vai indiciar pelo crime de tortura e pedir a prisão preventiva das duas mulheres flagradas agredindo uma idosa de 100 anos, como mostrou o Jornal Nacional. Elas deveriam cuidar da senhora, mas uma reportagem exibida neste domingo (13) pelo Fantásticomostrou que a idosa era maltratada.
A câmera foi instalada pelo filho da idosa depois que a mãe passou a se queixar de maus tratos. Na gravação ela tenta se levantar do sofá, mas é ignorada pela auxiliar de enfermagem, que está ao telefone e pela cozinheira, que está do outro lado, fazendo as unhas.
Quando a senhora, de quase 100 anos, se levanta, a auxiliar de enfermagem a puxa pela calça. Finalmente, a idosa consegue ficar de pé, se apóia numa cadeira, mas é empurrada pela cozinheira que ainda lhe dá umas palmadas na perna.
O que acontece depois é ainda pior. Ao pegar a idosa para colocar na cadeira de rodas, a cozinheira se desequilibra e cai por cima dela.
E em vez de prestar socorro, a funcionária parece gritar com a senhora estendida no chão e ela fica caída por sete minutos.
Quando o filho telefona para avisar que está subindo, as duas se apressam para acomodar a idosa no sofá.
A equipe do RJTV esteve na casa da cozinheira Maria José de Lacerda. Primeiro o filho disse que a mãe não estava. Depois, que ela não iria falar.
A equipe também esteve na casa da auxiliar de enfermagem Margarida Ferreira. Quem atendeu foi o advogado contratado por ela.
As funcionárias prestaram depoimento na delegacia e negaram os maus tratos. Mas Catarina Noble, delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento às Pessoas da Terceira Idade (DEAPTI), já decidiu que vai pedir a prisão preventiva das duas assim que concluir o inquérito até o fim desta semana.

"Não tenho dúvida de que ali houve a prática de um delito considerado tortura. Considerando, evidentemente, a idade da idosa", diz.
Desconfiança
O filho conta que notou que havia algo estranho, após as reclamações da vítima. "A gente começou a desconfiar, quando ela reclamava muito, dizendo que beliscavam ela, que brigavam com ela. E aí, instalamos câmeras disfarçadas.

A produção do Fantástico, que exibiu as imagens com exclusividade, tentou entrar em contato com as duas agressoras, mas apenas o marido da cozinheira atendeu o telefone e defendeu a esposa. "Qualquer pessoa normal vai entender que a pessoa é como uma criança. Só que com uma criança, a gente dá uma palmada na bunda, e a criança sossega. Agora, com uma pessoa de idade, é muito difícil fazer isso."

A cuidadora Margarida Ferreira também foi procurada pela produção, mas não quis se manifestar. "Eu não quero falar sobre isso. Eu vou conversar com um advogado", disse. Na delegacia, as duas acusadas negaram tudo.

Caso semelhante
Em novembro do ano passado, outra idosa foi vítima de agressão por parte de uma cuidadora. Na época, o filho da vítima também flagrou Vera Lúcia Gouveia agredindo uma senhora de 87 anos. A mulher foi presa por tortura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário