sábado, 20 de abril de 2013

Campanha de vacinação contra a gripe será reforçada neste sábado (20)


A campanha acontece entre 15 e 26 de abril e tem como meta vacinar cerca de 30 milhões de pessoas

Divulgação / Min. Saúde

Serão enviadas aos estados e municípios cerca de 43 milhões de doses da vacinaAmpliar
  • Serão enviadas aos estados e municípios cerca de 43 milhões de doses da vacina
Neste sábado (20), todos os postos de saúde do País realizarão o dia “D”de mobilização da 15ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A campanha começou no dia 15 e segue até 26 de abril. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 31,3 milhões de brasileiros.
A iniciativa tem como foco a imunização de idosos, gestantes, mulheres em período de puerpério (até 45 dias após o parto), crianças de 6 meses a 2 anos, índios, profissionais de saúde e doentes crônicos. Públicos identificados como mais vulneráveis à doença.
As ações visam tanto à prevenção quanto o tratamento e o diagnóstico precoce dos tipos de gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.
Vacine-se

Na grande maioria dos casos, as pessoas que contraem o vírus da influenza, apresentam sintomas leves, porém, em alguns grupos, podem ocorrer complicações, gerando outras doenças graves, como a pneumonia bacteriana. O objetivo da campanha não é eliminar a doença, mas prevenir e reduzir os casos graves e as internações e as mortes.
A vacina é segura e a única contra indicação é para as pessoas que têm alergia severa à ovo.
Doentes crônicos
Os doentes crônicos precisam apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS, deverão se dirigir aos postos em que estão cadastrados para receberem a vacina. Se na unidade de saúde onde são atendidos regularmente não existir um posto de vacinação, os pacientes devem solicitar prescrição médica na próxima consulta.
Reações
O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, destaca que a imunização por meio da vacina não gera sintomas semelhantes aos da gripe, ainda assim é preciso ter os cuidados necessários quando ocorrerem os sintomas. “É mito aquela história de que a vacina pode causar gripe. O vírus usado é inativado, portanto não há transmissão da gripe pela vacina. Às vezes, a pessoa já estava como vírus em incubação, já que existem vários outros circulando com quadro parecido, como o resfriado, que não é protegido pela vacina. Ela pode ter tido contato com alguém com resfriado”, ressaltou o secretário.
As pessoas vacinadas que apresentarem os sintomas da gripe - especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações - devem procurar, imediatamente, o médico. A medida tem como objetivo possibilitar ao médico avaliar a necessidade de prescrever os antivirais específicos para a gripe, disponíveis de forma gratuita nas unidades da rede pública.
Os médicos também receberão informações sobre a necessidade de prescrever esses antivirais em determinadas situações, de acordo com o protocolo de tratamento da influenza, produzido pelo Ministério da Saúde. A vacina é um mecanismo importante para evitar casos graves e óbitos por gripe nos grupos mais vulneráveis.
Recursos
A campanha irá contar com 65 mil postos de vacinação e envolvimento de 240 mil pessoas, com a utilização de 27 mil veículos, entre terrestres, marítimos e fluviais. A ação é uma parceria entre as três esferas gestoras do Sistema Único de Saúde (SUS) - Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de saúde.
Para todo o período da campanha, o ministério distribuiu cerca de 43 milhões de doses da vacina, que protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Para apoiar as ações de mobilização da população e de preparação das equipes de saúde da família, o os estados e municípios vão contar com R$ 24, 7 milhões, recursos que serão repassados do Fundo Nacional de Saúde aos fundos estaduais e municipais.
Campanha
No lançamento da Campanha de vacinação contra a gripe de 2013, o Ministério da Saúde também fez uma ampla divulgação das medidas de prevenção que as pessoas devem adotar para evitar a gripe, como lavar as mãos várias vezes ao dia, evitar contato com pessoas doentes e aglomerações, se estiver com sintomas da gripe, além de proteger a tosse e o espirro com lenços descartáveis.


Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário