domingo, 30 de junho de 2013

Em seis meses, 400 armas apreendidas pelo BPRaio

EFICIÊNCIA POLICIAL
O primeiro semestre de 2013 termina hoje com um saldo positivo para uma das principais unidades de combate à criminalidade na Grande Fortaleza, o Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). Em apenas seis meses de trabalho, o efetivo daquele órgão operacional da PM conseguiu tirar das ruas da Capital cearense e dos Municípios de Maracanaú e Caucaia, nada menos, que 400 armas de fogo de vários tipos e calibres.

Major PM Márcio Oliveira, comandante do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), garante que, até outubro, o número de patrulhas da unidade deve saltar das atuais 32 para 57, conforme meta da SSPDS FOTO: KLÉBER GONÇALVES

O balanço foi revelado, com exclusividade, ao Diário do Nordeste, na última sexta-feira (28), pelo comandante do BPRaio, major PM Márcio Oliveira.

Naquele mesmo dia, no intervalo de apenas três horas e meia, os ´raianos´ (como são chamados os integrantes do batalhão), apreenderam sete armas de fogo, recuperaram duas motocicletas roubadas e prenderam dois bandidos que tinham praticado um crime de ´saidinha´ bancária no bairro Aldeota.

As apreensões de armas em Fortaleza pelos PMs do BPRaio não tiveram trégua nem mesmo no período em que a Polícia se debruçou sobre a segurança na Copa das Confederações.

"Acho que os bandidos pensaram que nós iríamos diminuir nossa presença nas ruas por conta da Copa. Mas, foi exatamente o contrário. Além de atuarmos nos eventos da Copa das Confederações (escoltas de delegações, barreiras e acompanhamento das manifestações), continuamos o nosso trabalho de saturação nos bairros da Capital e apreendemos dezenas de armas de fogo", afirma Oliveira.

Ao mesmo tempo em que avança no combate à criminalidade na Grande Fortaleza, o BPRaio forma novos integrantes para aumentar seu efetivo nos próximos meses.

Até o mês de julho de 2014, quando da Copa do Mundo, o batalhão deverá ter distribuídas nas ruas de Fortaleza nada menos que 80 equipes, conforme estabeleceu e já anunciou o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, coronel PM Francisco José Bezerra Rodrigues.

Formação
Atualmente, estão sendo formados mais PMs de outras unidades do Policiamento Ostensivo Geral (POG), do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) e do Batalhão de Policiamento Comunitário (BPCom), o Ronda do Quarteirão. Eles estão sendo submetidos ao curso de formação do Raio, sob supervisão da Academia Estadual da Segurança Pública (Aesp).

Segundo o major Márcio Oliveira, no momento, estão sendo realizados cinco cursos de formação. Cada uma das cinco turmas começa com 30 candidatos a ingressar nas equipes do BPRaio. Mas, nem todos chegam ao fim e são aprovados. Muitos desistem ou acabam reprovados. A formação para cada PM do BPRaio é rigorosa e intensa.

"A carga horária é de 350 horas, realizada de segunda-feira a sábado, com aulas e treinos pela manhã, à tarde e à noite", afirma o oficial. Segundo ele, a meta estabelecida pelo secretário Bezerra é de chegar ao mês de outubro com mais 25 equipes, que se somarão às atuais 32.

Assim, até dezembro, a Capital vai contar com 57 patrulhas do BPRaio e, até a Copa do Mundo de 2014, serão 80. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário