domingo, 14 de julho de 2013

Jogadora atingida durante racha na pista em São João morre aos 20 anos

Jovem é a 2ª vítima fatal de acidente ocorrido na rodovia neste sábado.
Comerciantes de São João da Boa Vista tinham bebido e foram presos.
Do G1 São Carlos e Araraquara
A jogadora de futsal (no centro) ao lado do técnico Foguinho (Foto: arquivo pessoal)A jogadora de futsal (no centro) ao lado do técnico
Foguinho (Foto: arquivo pessoal)
A jogadora de futsal feminino de São João da Boa Vista (SP), que estava no acidente provocado por comerciantes que disputavam uma racha na Rodovia Governador Ademar Pereira de Barros (SP-342), na madrugada deste sábado (13), morreu no início da noite. A informação foi confirmada pela Santa Casa da cidade, onde Paloma Heloísa da Silva, de apenas 20 anos, estava internada com morte cerebral. O velório ainda não foi marcado.
A jovem foi a segunda vítima fatal do acidente que também tirou a vida de um técnico de futsal de 63 anos. Ainda há outra vítima de 25 anos internada em estado estável.
A colisão aconteceu por volta das 3h. Segundo a Polícia Civil, duas caminhonetes tiravam uma racha na rodovia sentido São João, quando uma delas atingiu a traseira do carro em que o técnico de futsal José Carlos Chessa Luiz, de 63 anos, estava com as duas jovens. Foguinho, como era conhecido, morreu na hora. Os motoristas que disputavam a corrida ilegal foram presos.
Racha entre 2 caminhonetes termina com um morto e 2 feridos na rodovia (Foto: Arthur Santos/arquivo pessoal)Racha entre 2 caminhonetes termina com 1 morto
e 2 feridos (Foto: Arthur Santos/arquivo pessoal)
Ao fazer a abordagem dos dois motoristas, os policiais constataram que eles estavam com sinais de embriaguez, entretanto, se recusaram a fazer o teste do bafômetro.
Ambos são comerciantes de São João da Boa Vista, um de 32 anos e o outro de 38. Segundo o boletim de ocorrência, eles estavam a 170 quilômetros por hora, mais que o dobro do permitido no local que é de 80 por hora.
Eles prestaram depoimento e foram indiciados por homicídio qualificado, embriaguez ao volante, a conduta de praticar o racha e lesão corporal dolosa.
O delegado responsável pelo caso, Fabiano de Almeida, disse que a Justiça decretou a prisão preventiva dos dois. "Foi comprovado segundo o relatório elaborado pela Polícia Rodoviária o estado de embriaguez dos autores", afirmou. Os dois foram encaminhados para a cadeia de São João da Boa Vista.
Velório
No velório de Foguinho, o sentimento era de dor e indignação. “Perdi um cara que pra mim era como um pai. A gente fica revoltado da maneira que foi. Espero que os culpados sejam punidos”, falou o genro Evandro Vedovatti.
José Carlos Chessa Luiz foi técnico de futsal por mais de 30 anos, período em que trabalhou no Reio, time de São João da Boa Vista. O treinador participou de todas as edições da Taça EPTV. Neste ano, disputou como técnico da equipe de Santa Rita do Passa Quatro.
Para nós que fazemos parte do Reio é uma perda de um pedaço da gente. Vivi com ele 43 anos, ficamos muito indignados”, desabafou o presidente do Reio Futsal, Rubens Pamplona de Oliveira.
Velório de Foguinho, em São João da Boa Vista, foi marcado por dor e indignação  (Foto: Marlon Tavoni / EPTV)Velório de Foguinho, em São João da Boa Vista, foi marcado por dor e indignação (Foto: Marlon Tavoni / EPTV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário