sábado, 13 de julho de 2013

Menor capturado com um ´kit furto´

VEÍCULOS DE LUXO
O juiz titular da 5ºVara de Execuções da Criança e do Adolescente de Fortaleza, Manuel Clístenes de Façanha e Gonçalves, denunciou ontem, a apreensão de várias ferramentas, ao qual denominou ´kit furto de pneu´. O material é composto por um alicate, uma faca, uma lanterna, uma chave de fenda e dois ganchos de diferentes tamanhos. A parafernália é utilizada para retirar pneus de carros de luxo, principalmente os de modelo 4x4.

O ´kit´ foi apreendido com um adolescente e um adulto, que foram flagrados roubando um pneu na Rua Coronel Jucá, no bairro Varjota FOTO: KLÉBER GONÇALVES

Segundo o magistrado, o menor apreendido disse que as ferramentas estão sendo largamente utilizadas por criminosos. O adolescente de 17 anos e seu comparsa, Diones Bezerra de Oliveira, foram flagrados furtando o acessório de um carro, na Rua Coronel Jucá, na Varjota.

Os dois estavam em um automóvel Fox, preto, com placas clonadas. "Existe uma explicação do porquê do Fox. É que o modelo novo do veículo tem um dispositivo que deita os bancos dianteiros totalmente. Quando o banco é inclinado cabe perfeitamente o pneu roubado, no interior do carro", disse Clístenes Gonçalves.

O juiz lembra que quando os pneus furtados são sobressalentes, as pessoas só percebem quando precisam. "No caso de alguma necessidade é que a vítima vê que foi furtada, mas não sabe onde, nem quando. Imagine a preocupação de quem está em uma viagem, por exemplo, precisa de um pneu extra e só ai percebe que foi furtado", considerou o magistrado.

De acordo com informações da 5ª Vara, a proprietária do carro que teve as placas clonadas, disse que já foi contactada três vezes, por vítimas de crimes que teriam sido cometidos por ocupantes de seu veículo. Segundo ela, as vítimas tiveram acesso a seu telefone, quando checaram o nome do dono verdadeiro do carro, e teriam ligado pedindo até ressarcimento de bens.

Superlotados
Clístenes disse que o número de internações de menores aumentou consideravelmente, após o mutirão feito, em junho, nas Varas da Infância e Juventude. "Atingimos um recorde de lotação nos Centros Educacionais". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário