sexta-feira, 19 de julho de 2013

Outra mulher é detida por golpe

CONSIGNADO
Policiais da Delegacia de defraudações e Falsificações (DDF) prenderam mais uma mulher acusada de envolvimento em golpes de empréstimo consignado. Foi a segunda prisão em apenas uma semana. Maria Gisleide Barbosa da Silva, 47, foi detida pelos inspetores quando tentava realizar um empréstimo no valor de R$ 22,4 mil. Ela utilizava documentos falsificados em nome de uma aposentada.

Maria Gisleide Barbosa da Silva, 47, foi capturada a poucos metros da sede da Polícia Civil, Centro FOTO: REPRODUÇÃO

Segundo o titular da DDF, delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, a mulher foi detida a poucos metros da sede da Delegacia Geral da Polícia Civil, no Centro de Fortaleza.

Conta
Os policiais foram avisados da presença da suspeita em uma agência de empréstimos consignados. A acusada se passava por Maria de Lurdes Pimenta Cavalcante e havia, segundo o delegado, aberto uma conta corrente na agência da Caixa Econômica Federal, na Praia de Iracema, com a quantia de R$ 500,00.

No momento em que foi detida, a mulher chegou a apresentar os documentos ´frios´, mas logo, toda a trama acabou sendo descoberta pelos inspetores Paulo Florêncio e Carlos Dário. Na DDF, ela acabou revelando a tentativa de golpe, mas não declinou os nomes das demais pessoas envolvidas no crime.

Diante das evidências e provas colhidas no ato da prisão, o delegado autuou a acusada em flagrante delito.

Maria Gisleide foi indiciada em inquérito pelos crimes de tentativa de estelionato, uso de documento falso, falsificação de documento público e falsidade ideológica.

Na última terça-feira, outra mulher também foi presa pelo mesmo motivo. Tratava-se de Maria Gregório Teixeira Alves, 51, que usava documentos com o nome falso de uma correntista da Caixa Econômica Federal. Ela tentava obter um empréstimo consignado junto à agência da Caixa Econômica da Avenida Pontes Vieira, no bairro Dionísio Torres, quando recebeu voz de prisão em flagrante.

O delegado Jaime Linhares tem constantemente alertado a população para ficar em alerta e não fornecer dados pessoais sem a devida prevenção. Quadrilhas agem com dados alheios. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário