quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Polícia caça pai que fez o filho refém

HOROZINHO
Durante duas horas, o acusado usou uma faca para ameaçar matar o filho, depois de tentar estuprar a enteada
Chorozinho. "Ele disse que ia me matar. Depois botou a faca no meu peito". Foi como relatou o garotinho de seis anos, filho de Ernandes da Silva Alves, que está sendo procurado por tentativa de estupro contra a enteada dele, uma adolescente de 17 anos, e de ameaçar matar o próprio filho, caso a Polícia fosse chamada.

A mãe do garoto contou que a filha, de 17 anos, por pouco não foi violentada. As duas prestaram depoimento na delegacia de Polícia Civil de Chorozinho, na manhã de ontem, e revelaram o drama por conta da violência do acusado FOTO: ALEX COSTA

O fato ocorreu no fim da noite de quarta-feira, na zona rural deste Município da Região Metropolitana de Fortaleza (64Km da Capital), e só terminou na madrugada de ontem, quando o acusado se embrenhou no matagal e fugiu.

Costumeiro
A agricultora Terezinha Cristina Matias de Sousa, esposa de Ernandes e mãe da adolescente e do garotinho, contou que chegou à residência no momento em que o marido tentava violentar a enteada. "Não foi a primeira vez que ele tentou fazer isso comigo. A minha irmã, que tem 24 anos, foi vítima dele também e por isso foi embora de casa", relatou a adolescente à Reportagem, na manhã de ontem.

Na Delegacia de Polícia Civil de Chorozinho, onde prestou depoimento, a jovem contou que o padrasto é alcoólatra e bastante violento, principalmente quando está embriagado. "Se não fosse a Polícia Militar, ia acontecer uma tragédia na nossa família", afirmou a garota.

O sargento Rebouças, comandante do Destacamento da PM desta cidade, unidade operacional pertencente à 2ª Companhia do 15º BPM, disse que foi necessário pedir reforço diante da situação grave em que o acusado ameaçava matar o próprio filho caso a Polícia decidisse invadir a residência.

Em pouco tempo, duas patrulhas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) chegaram ao local. O próprio comandante do Gate, capitão PM Antônio Cavalcante, coordenou a operação.

Ernandes da Silva Alves conseguiu fugir depois que a casa foi cercada pela Polícia Militar. Ele deixou no local a arma que usou para ameaçar o filho de apenas 6 anos
Segundo Terezinha Matias, Ernandes Alves percebeu que não teria chances de enfrentar a Polícia e decidiu fugir. Ele deixou o filho dentro de casa, pulou a janela lateral da casa e desapareceu na escuridão, deixando no local duas facas, uma delas usada para ameaçar a criança.

Sofrimento

A mulher do acusado contou que teve dois filhos do primeiro casamento, um rapaz de 21 anos e duas mulheres, de 17 e 24. Ela estava na companhia de Ernandes Alves há 13 anos e teve, também, três filhos com ele. Uma menina de 13 anos, outra de 11 e o menino de seis. Na delegacia, as vítimas contaram que Ernandes Alves sempre foi uma pessoa violenta. A situação ficou mais crítica depois que ele tentou violentar as duas enteadas.

O sargento Rebouças garantiu que a Polícia Militar só encerrará as buscas ao acusado, quando ele for capturado. "Ele não tem como escapar. O Comando Geral da PM garantiu que será mandado o reforço necessário para que o acusado seja preso e responda pelos crimes que cometeu", encerrou.

Até a noite passada, as buscas ao acusado permaneciam na zona rural de Chorozinho. Segundo a Polícia, estão sendo seguidas pistas para a prisão do acusado e isto pode acontecer nas próximas horas. O destacamento de Chorozinho está contando com o apoio de outras unidades de cidades próximas. O clima na cidade ainda é tenso e os moradores informaram estar revoltados com as cenas de violência.

Outro caso

Em Icó (375Km de Fortaleza), um homem bêbado e enfurecido, invadiu uma residência e passou a ameaçar de morte um agricultor e seus familiares. A Polícia foi acionada e quando chegou ao local constatou que o suspeito estava sendo linchado pelos moradores da localidade.

O fato ocorreu por volta das 18 horas de ontem, quando o desconhecido invadiu a casa no distrito de Lima Campos e passou a fazer ameaças ao agricultor Raimundo Pereira Firmiano, 53, e a seus familiares. A Polícia Militar foi acionada e quando chegou no local, o bandido já havia sido espancado, mesmo assim, reagiu à voz de prisão e desacatou os policiais.

Mesmo ferido, o acusado teve que ser contigo à força e foi conduzido à Delegacia de Icó, quando, para surpresa da Polícia, acabou sendo identificado como um bandido de alta periculosidade. Trata-se de Rony Dantas Fernandes, 25, conhecido por ´Lourinho´, acusado de vários crimes, entre eles, um latrocínio (roubo seguido de morte) contra um taxista aposentado, em Caucaia, em 2011. "Lourinho´ saiu recentemente da cadeia e retornou para Icó, sua terra natal (colaborou, Richard Lopes).

FERNANDO BARBOSAREPÓRTER 

Nenhum comentário:

Postar um comentário