segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Presos assassinos da universitária

LATROCÍNIO NO CRATO
Os dois criminosos vinham aterrorizando a população e acabaram matando a estudante durante um ´arrastão´
Já estão presos na cidade do Crato (540Km de Fortaleza) os dois assaltantes apontados como autores de um crime de morte que abalou a população daquele Município há dez dias. A vítima foi a estudante universitária Bárbara Rodrigues de Carvalho, 21, aluna do curso de Serviço Social. Ela acabou sendo atingida por um tiro na cabeça no momento em que os criminosos praticavam um ´arrastão´ na rua onde a jovem morava, no bairro Muriti.

No decorrer das diligências, a Polícia encontrou com um dos criminosos vários pacotes de maconha, totalizando 10,5 quilos, além de cocaína, crack e munição
Ítalo Ferreira da Silva, o ´Paizinho´, foi reconhecido pelas testemunhas do crime e em sua casa a Polícia encontrou uma escopeta de calibre 12 Fotos: Divulgação

O caso teve ampla repercussão na cidade do Crato devido à forma como o assassinato aconteceu. No último dia 2, a estudante estava na porta de sua residência, localizada na Rua Raimundo Siebra, em companhia de amigos, quando os assaltantes surgiram em uma moto vermelha e renderam todo o grupo, roubando carteiras, relógios, telefones celulares e outros pertences, além de dinheiro. Desesperada, Bárbara gritou por socorro e, neste momento, um dos assaltantes passou a atirar contra o grupo.

Bala

Um dos tiros atingiu o portão de ferro da casa da universitária. A bala acabou acertando a cabeça dela. Bárbara passou três dias em coma no Hospital Regional do Cariri, onde os médicos comprovaram sua morte cerebral. Na última terça-feira ela faleceu.

Desde o dia do latrocínio (roubo seguido de morte) a Polícia fazia diligências e investigações em torno do caso e, em pouco tempo, identificou os criminosos, visto que eles vinham praticando assaltos com frequência na cidade do Crato. No relato das vítimas do roubo havia sempre uma coincidência de informações, os assaltantes agiam sempre usando uma moto vermelha para a abordagem e fuga.

A investigação passou a ser feita conjuntamente pelas polícias Civil e Militar. Na última sexta-feira, a Justiça, com base nos indícios colhidos na apuração do caso, expediu o mandado de prisão para os suspeitos, identificados como Dione Oliveira David, 21, conhecido pelo apelido de ´Capote´; e Ítalo Ferreira da Silva, 23, o ´Paizinho´. As características físicas deles coincidiam também com o relato das vítimas dos constantes assaltos.

Na manhã de sábado passado, uma equipe da Força Tática de Apoio (FTA), da 5ª Companhia do 2º BPM (Crato), sob o comando do capitão PM Luciano Rodrigues, juntamente com inspetores da Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, localizou os assaltantes escondidos em duas residências.

Dione de Oliveira David, o ´Capote´, foi apontado como o autor do tiro que ceifou a vida da estudante, na manhã do último dia 2. Com ele também havia drogas
Prisões

O primeiro bandido capturado foi Ítalo Ferreira da Silva, o ´Paizinho´, localizado em sua residência na Rua Monsenhor Lima, no bairro Pinto Madeira. Na casa, os militares encontraram uma espingarda de repetição calibre 12 (escopeta), além de um blusão preto que seria o mesmo que ele vestia no dia do latrocínio. Ele seria, segundo a Polícia, o autor dos disparos que mataram a universitária.

Em seguida, a operação policial seguiu para a casa do segundo suspeito, no caso, Dione Oliveira David, o ´Capote´.

Na casa dele, situada na Rua do Cruzeiro, 403, também no bairro Pinto Madeira, os policiais localizaram a moto modelo Bros, vermelha, que era citada pelas vítimas dos assaltos e foi também usada no dia do crime que vitimou a estudante.

Na casa, a Polícia encontrou também vários telefones celulares, alto-falantes, rodões, cornetas e outros aparelhos de sim automotivo (para ´paredões), além de relógios, tudo produto dos mais recentes roubos praticados pela dupla.

Drogas

Por fim, a PM foi até um terreno pertencente a familiares de ´Capote´ e ali encontrou cerca de 10,5 quilos de maconha, 41 gramas de pedras de crack e alguns papelotes de cocaína. Os dois foram autuados em flagrante.

Protagonista
Estudante foi assassinada na porta de casa

No último dia 2, Bárbara Rodrigues de Carvalho, 21, estava na porta de sua residência, no bairro Muriti, no Crato (540Km de Fortaleza), em companhia de algumas amigas. De repente, o grupo foi surpreendido e atacado por dois bandidos que estavam em uma moto vermelha. A estudante se desesperou e gritou para todos entrassem em casa, em resposta, um dos assaltantes atirou. A jovem foi baleada na cabeça e não resistiu.

FERNANDO RIBEIROEDITOR DE POLÍCIA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário