terça-feira, 27 de agosto de 2013

SUBORNO?

Criminoso que tinha vida luxuosa tenta fugir
O traficante de drogas Renan Pereira e dois comparsas tentaram escapar da CPPL I, na madrugada de ontem
A Coordenadoria do Sistema Penal (Cosipe) e o Núcleo de Inteligência da Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania (Sejus) vão investigar, conjuntamente, a tentativa de fuga ocorrida, na madrugada de ontem, na Casa de Privação provisória da Liberdade Agente Luciano Andrade Lima, a CPPL I, no Município de Itaitinga, na 
Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Renan é acusado de várias mortes. Com muito dinheiro que arrecadou no tráfico de drogas, comprou carros de luxo e apartamentos na Beira-Mar FOTO: DIVULGAÇÃO
O ´alvo´ da fuga seria um dos bandidos considerados mais perigosos do Estado, o traficante de drogas Renan Rodrigues Pereira, apontado como chefe do tráfico de cocaína e crack nos bairros Lagamar, Tancredo Neves e Conjunto Tasso Jereissati. Ele é acusado, ainda, de ter ordenado vários assassinatos naquela área da Capital. Dono de carros importados e apartamentos de luxo na Beira-Mar e Praia de Iracema, o bandido foi preso, em abril último, pela Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Tentativa

A tentativa de fuga foi impedida por policiais militares do Batalhão de Policiamento de Guarda de Estabelecimentos Prisionais (BPGEP). Com a descoberta da tentativa de fuga, foram acionados também agentes do Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) para realizar uma varredura no presídio. Logo, foi descoberto que, além de Renan, também iriam fugir da CPPL I outros dois detentos considerados de alta periculosidade, o assaltante de bancos Fernando Lopes Barros, o ´Fernando Bombado´; e o pernambucano Felipe Edvaldo Iglesias, o ´Tocha´, pernambucano envolvido em roubos e tráficos.

A prisão do criminoso virou manchete, em abril passado A Polícia descobriu que ele tinha até escolta armada e andava em automóveis blindados FOTO: REPRODUÇÃO
Segundo apurou a Sejus, os três detentos estavam recolhidos em celas do pavilhão de número 2, na ´Vivência´ H. Eles teriam quebrado as grades da cela 3 e já seguiam para outra dependência da unidade, quando foram descobertos e levados de volta para a carceragem.

As suspeitas de que o plano de fuga de Renan pode ter sido facilitado serão apuradas, visto que o bandido tem muito dinheiro e pode ter subornado algum agente público. O traficante e seus comparsas deverão ser ouvidos na sindicância instaurada para apurar o fato.

Rival
Renan é apontado como criminoso de alto poder aquisitivo e acabou preso pelos agentes da Coin quando patrocinava uma festa de aniversário da mãe em uma casa de praia, onde foram apreendidos carros e motos importados. No dia seguinte à sua prisão, a Polícia apreendeu também uma das armas do criminosos, uma submetralhadora. Para assumir o controle do tráfico, ele teria mandado fuzilar o traficante rival, conhecido por ´Tostão´, executado a tiros de fuzil em Russas (160Km de Fortaleza).

FERNANDO RIBEIROEDITOR DE POLÍCIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário