terça-feira, 21 de janeiro de 2014

JANGURUSSU

DHPP investiga crime misterioso
O ex-presidiário Carlos André Martins dos Santos, 27, foi assassinado, a tiros de pistola calibre 380, no fim da manhã de ontem, no Campo do Santa Rita, no Bairro Jangurussu, considerado um dos que apresentam maiores taxas de homicídios na Grande Fortaleza, segundo a SSPDS.
A mãe se desesperou ao encontrar o filho morto na rua. A Polícia suspeita de uma vingança FOTO: José Leomar 

O ex-presidiário recebeu quatro tiros nas costas, três na cabeça, um no lado direito e outro do lado esquerdo da virilha.

Moradores da área contaram que somente ouviram os estampidos, mas não viram o autor ou autores. No local, foram encontradas pela Perícia Forense cápsulas de pistola calibre 380.

Ameaçado

Desde que saiu da prisão, Carlos André estava sendo ameaçado de morte. Na manhã de ontem, pegou uma bicicleta emprestada e saiu em direção ao Jangurussu. Ele morava na Rua Unidos venceremos, no Barroso II.

O diretor adjunto da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Ricardo Romagnoli, compareceu ao local do crime e iniciou as investigações, para descobrir a autoria do crime. Os moradores, segundo o delegado, não forneceram nenhuma informação que ajude na elucidação do crime, no entanto alguns familiares confirmaram que o ex-detento estava sendo ameaçado de morte.

Suspeito

Os parentes forneceram o nome de uma pessoa que pode ter assassinado Carlos André ou mandado matar. A identidade do suspeito permanece em sigilo. A vítima tinha antecedentes criminais por roubos, receptação e tráfico de drogas, ainda com base na antiga Lei de Entorpecentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário