quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

JOSÉ WALTER

Acusado de matar o pai é baleado

Um homem, acusado de matar e enterrar o próprio pai em uma cova rasa, no dia 9 de dezembro de 2013, sofreu uma tentativa de homicídio, na tarde de ontem. O crime aconteceu, na Avenida N, do Conjunto José Walter, na mesma sucata em que Alisson da Silva Andrade matou Alírio Nogueira de Andrade.

Uma equipe do Samu socorreu Alisson, que foi levado para o IJF, em estado gravíssimo FOTO: KIKO SILVA

De acordo com informações do soldado David Rodrigues, da patrulha RD-1054, do Ronda do Quarteirão, a vítima estaria varrendo a fachada do estabelecimento, quando um homem que trafegava em uma motocicleta, passou e efetuou vários disparos. "O atirador usava um capacete no momento dos disparos e não foi reconhecido", afirmou.

Alisson Andrade foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), em estado muito grave. Um tiro, possivelmente de pistola calibre 380, que atingiu o rapaz na cabeça, causou perda de massa encefálica.

O delegado Franco Pinheiro, titular do 8ºDP (José Walter), disse que não sabe o motivo de Alisson já estar solto. "Ele esteve no 8ºDP, querendo registrar um B.O. pelo sumiço do pai. Achei estranho, comecei a investigar e vi que ele caía em contradição. No mesmo dia, encontramos o corpo e descobrimos que ele tinha matado Alírio. Pouco mais de um mês, ele já está solto, se desentendeu com a mãe e voltou a morar na casa em que matou o pai", afirmou Franco.

A vítima respondia a procedimentos na Justiça por ter agredido à avó e por receptação. Na época em que Alírio Andrade morreu, a família revelou que Alisson era muito agressivo. A Polícia informou que ele estava sofrendo ameaças, mas ainda não sabem de quem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário