sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

De paletó, ladrões assaltam banco

PAJUÇARA
policiais militares do Gate
Devido à possibilidade de existência de bombas, policiais militares do Gate foram ao banco e realizaram uma varredura minuciosa no imóvel
ÉRIKA FONSECA
Com o roubo de ontem, subiu para dez os ataques a agências bancárias no Ceará, durante este ano
Quatro homens, vestindo ternos e gravatas, assaltaram, na manhã de ontem, a agência do Banco Santander, no distrito de Pajuçara, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo a Polícia, por volta de 7 horas, os bandidos renderam o gerente e outro funcionário e exigiram o dinheiro.
O bando obrigou o funcionário a levar malotes com dinheiro até o carro. O valor roubado, no entanto, não foi revelado. Os marginais estavam armados com pistolas.
Os bancários foram intimidados, pois os assaltantes disseram que tinham instalados bombas em toda agência e que esses artefatos poderiam ser acionados por controle remoto.
Os acusados fugiram em um Gol de cor verde. Eles seguiram pela CE-060, em direção ao município de Pacatuba, mas a Polícia não descarta a possibilidade de eles terem seguido rumo a Maranguape, pela Estrada da Tangueira.
Por volta de 8 horas, os outros funcionários chegaram à agência bancária, viram a situação dos colegas e acionaram a Polícia.
Bombas
Devido à possibilidade de existência de bombas, policiais militares, lotados no Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) foram ao banco e realizaram uma varredura minuciosa no imóvel. O capitão PM Antônio Cavalcante, comandante do Gate, informou que nenhum artefato foi encontrado. A varredura no interior da agência bancária terminou por volta de 11 horas.
Ao tomarem conhecimento do assalto, diretores do Sindicato do Bancários foram à agência do Santander, conversar com os funcionários, que ainda estavam abalados.
A agência do Santander em Pajuçara, de acordo com a direção do Sindicato dos Bancários, tem porta giratória, munida com detectores de metais. Isso pode ter feito os bandidos mudarem a estratégia para roubar o dinheiro.
Ataques
Com o assalto de ontem, subiu para dez os ataques a bancos no Ceará, em 2014. O primeiro foi na registrado na madrugada do dia 19 de janeiro, quando uma quadrilha explodiu o posto do Bradesco, em Tejuçuoca (distante 160Km de Fortaleza). Uma jovem foi feita refém dos marginais, entretanto saiu ilesa.
O último ataque ocorreu no dia 26 deste mês, quando foi explodido um caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil (BB), em Alto Santo (distante 241Km da Capital).
Fernando Barbosa
Repórter

DOIS MORTOS

Acusado de aliciar menores é executado
José Barroca
Além de José Barroca, um jovem de 20 anos, que estava em sua companhia, também foi morto
NAVAL SARMENTO
Duas pessoas foram mortas, na madrugada de ontem, na Avenida Leste Oeste, no bairro Pirambu. Segundo a Polícia, José Barroca Batista, 27, e Ewerton Nunes Filho, 20, trafegavam em um automóvel Gol, de cor preta, quando foram assassinados.
O comandante do 5ºBPM (Centro), Francisco Souto, disse que os elementos colhidos no local do crime, apontam para que os tiros tenham sido disparados por ocupantes do banco de trás do veículo. Os suspeitos ainda não foram identificados. O delegado Romério Almeida, titular do 34ºDP (Centro); e Jesuíta Barbosa Filho, titular do 7ºDP (Pirambu) investigarão o fato.
Ewerton Filho era estudante universitário, de uma instituição particular. José Barroca já respondia por dois roubos. Além disso, era investigado há mais de um ano, pela Delegacia de Combate à Exploração de Crianças e Adolescentes (Dececa), por aliciamento de menores.
O processo está na 12ª Vara Criminal. Barroca foi preso, preventivamente, em 2013, dentro de um shopping da Capital, na companhia de um garoto.

Recém-formados da Marinha reclamam demora na espera por vagas de estágio

EM BELÉM
Redação Web

Mais de 200 aguardam há quase 3 meses, entre eles cearenses

Marinha
Estágio embarcado é requisito obrigatório para que os recém-formados recebam o diploma
AGÊNCIA REUTERS
Há quase 3 meses, os recém-formados pela Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (Efomm) do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba), em Belém, entre eles cearenses, aguardam por uma vaga de estágio embarcado. O estágio é requisito obrigatório para que eles possam receber o diploma, que corresponde ao Bacharel em Ciências Náuticas, e exercer a profissão.
No momento, eles ainda não podem ser chamados de oficiais, são praticantes, e também não podem atuar em qualquer outra profissão com carteira assinada por serem reconhecidos pelo sistema militar. Enquanto aguardam a realização do denominado Programa de Estágio (Prest), também não dispõem mais do recebimento da bolsa no valor aproximado de R$ 1 mil, paga durante o curso e também durante a realização do Prest.
Além destes, existem ainda os recém-formados pelos cursos de especialização da Marinha do Brasil, ASON (Adaptação para 2º oficial de Náutica) e ASOM (Adaptação para 2º oficial de Máquinas). No total, são mais de 200 praticantes que aguardam uma vaga para realizar o estágio embarcado.
Segundo informações de uma praticante do Ciaba, que não quis se identificar, o que dificulta ainda mais a resolução do problema da espera por vagas é a abertura frequente de cursos de especialização pela Marinha, o que aumenta a concorrência por vagas.
"Estes cursos  têm curta duração, mas no final os formandos também precisam fazer o estágio embarcado. E como eles terminam o curso mais rápido do que nós, acabam passando na nossa frente na fila de espera. Quem já possui uma graduação pode atuar nessa profissão enquanto aguarda por uma vaga, mas nós que estudamos 3 anos por esta formação não podemos fazer nada além de esperar", desabafou a praticante.
Praticantes encaminharam um ofício com a problemática ao Ministério da Defesa e Marinha do Brasil
Estas e outras reclamações dos recém-formados pelo Ciaba estão inseridas em um documento feito por eles e que foi enviado ao Ministério da Defesa, Marinha do Brasil e outros órgãos. 
O autor do documento é cearense, mora em Fortaleza, estudava em Belém, e também prefere não ser identificado. Ele explica à Redação Web do Diário do Nordeste que "o Ciaba é responsável por realizar convênios com diversas empresas para que hajam vagas de estágio embarcado. Até agora não nos deram previsão de quando serão abertas novas vagas", disse.
O praticante ainda completa dizendo que os próprios formandos ligaram para algumas empresas que ainda não possuem convênio com o Ciaba e estas informaram que nem sequer tinham conhecimento do procedimento, mas que tinham interesse no convênio caso o órgão entrasse em contato.
Em resposta, a assessoria de comunicação do Ciaba informou que o órgão de execução segue as orientações da Diretoria de Portos e Costas (DPC), e que "vem envidando esforços, através de diversas ações, no sentido de conscientizar as empresas a fornecerem uma quantidade maior de vagas".
Entre as ações mencionadas pelo Ciaba, estão a realização de reuniões com os gerentes e diretores de RH das empresas de navegação, em dezembro 2013 e a realização do Prest em navios de bandeira estrangeira, incluindo navios-sonda e plataformas.
Além disso, o órgão mencionou a disponibilização pelas empresas estrangeiras afretadas pela Petrobras de 126 vagas de estágio. Outras 46 vagas estão em negociação com a empresa Vale S.A. e mais 39 com a Transpetro, para o embarque de praticantes em seus navios de bandeira estrangeira.
Por fim, o Ciaba informou que "apesar desse esforço, a Marinha do Brasil não pode obrigar as empresas de navegação a oferecerem um número maior de vagas. E que atualmente há 95 praticantes  da EFOMM – Turmas 2012 e 2013 realizando o Prest".

Greve dos agentes penitenciários é considerada ilegal pela Justiça

DETERMINAÇÃO

Redação Web

O magistrado fixou a multa diária de R$ 20 mil para o sindicato e de R$ 200 para cada agente penitenciário, em caso de descumprimento

agentes
Os agentes realizaram protestos e foram recebidos no Palácio da Abolição para negociação
FOTOS: KIKO SILVA
A greve do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Ceará (Sindasp-CE), que estava prevista para começar neste sábado (1º), foi declarada ilegal pelo desembargador Durval Aires Filho, do Tribunal de Justiça (TJ-CE), nesta sexta-feira (28).

O magistrado fixou a multa diária de R$ 20 mil para o sindicato e de R$ 200 para cada agente penitenciário, em caso de descumprimento. Segundo o Tribunal de Justiça, a entidade divulgou um aviso formal de paralisação, por tempo indeterminado, que coincidia com o início do Carnaval.

Devido o período, o Estado ingressou com a ação de ilegalidade de greve e pedindo a suspensão do movimento. Alegando que a greve é ilícita, pois ocorre no período de Carnaval e poderia gerar caos na Segurança pública. o Governo também alegou que não houve nenhuma frustração nas negociações que estariam em curso.

O desembargador analisou o caso e concedeu a antecipação da tutela. “Ainda que o Direito de greve seja constitucionalmente garantido, há que se considerar que os agentes penitenciários são essenciais à administração da Ordem Pública e da Segurança Pública, de modo que a paralisação da categoria, poderá causar grande prejuízo à população civil e à população carcerária”, disse.

O desembargador ressaltou que não houve frustração das negociações, pois foi realizada reunião entre a Secretaria e a diretoria do Sindicato no último dia 17, em que ficou acertado o retorno das partes para novo encontro em 30 dias.

Grupo assalta agência bancária em Maracanaú, no Ceará

Quadrilha era formada por cinco pessoas, segundo a Polícia Militar.
Polícia informou que ninguém ficou ferido.
Do G1 CE
Um grupo armado assaltou um agência bancária por volta das 9 horas desta sexta-feira (28), no Distrito de Pajuçara, Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo informações do Programa de Policiamento Ronda do Quarteirão,  a quadrilha composta por cinco homens foi violenta e obrigou várias pessoas que estavam próximas ao prédio a deitarem no chão.
O grupo rendeu o vigilante e, ao entrar dentro da agência, pediu para que funcionários  colocassem todo o dinheiro em uma sacola. Depois de pegar o dinheiro, a quadrilha fugiu em um veículo de cor verde e em uma motocicleta. Os assaltantes fugiram em direção ao município de Pacatuba.
Ainda segundo a Polícia Militar, uma equipe faz buscas na região para encontrar os suspeitos. Apesar da ação violenta do grupo, a polícia informou que ninguém ficou ferido.

Guarda municipal usava arma sem autorização durante assalto no Ceará

Guarda municipal foi baleado na perna em assalto em hospital em Fortaleza.
Guarda entrou em luta corporal contra suspeito; arma dele foi apreendida.

Do G1 CE
O guarda municipal baleado em uma tentativa de assalto na tarde desta quinta-feira (27) em Fortaleza usava uma arma de fogo em serviço, sem autorização, conforme mostram as imagens do circuito interno de segurança no Hospital Gonzaguinha da Messejana.
Uma portaria permite que guardas municipais de cidades com mais de 500 mil habitantes usem armas de fogo, caso seja aprovada pela Câmara Municipal a lei validando a portaria. Em Fortaleza, no entanto, a lei nunca foi votada. A arma de fogo foi apreendida, e o caso será investigado.De acordo com a polícia três homens invadiram o hospital para tentar roubar a arma do agente, houve troca de tiros e o inspetor da Guarda Municipal foi baleado na perna.
Segundo a polícia, por volta das 13h uma agente da Guarda Municipal entra no hospital com um dos suspeitos. Ela havia sido rendida poucos minutos antes, na porta do hospital. Os dois entram em uma sala e minutos depois, o homem sai brigando com outro agente. Ele atira contra o inspetor José Ribamar Gomes de Oliveira, que também estava armado.
Tudo aconteceu na frente de pacientes e funcionários do hospital, que tentam se proteger dos disparos. Baleado na perna, o inspetor Ribamar foi socorrido no próprio hospital. De acordo com testemunhas o homem fugiu com outros dois suspeitos.
De acordo com a polícia, os homens já chegaram no Hospital Gonzaguinha  perguntando pelo inspetor. O objetivo seria roubar a arma do agente que, mesmo não tendo autorização para portar arma de fogo, estava com um revólver quando foi abordado pelos suspeitos.  “Conclui-se [com a investigação] é de que o objetivo da ação criminosa era tomar a arma do inspetor. Foi [uma ação] premeditada, pois ele renderam uma guarda municipal”, afirma o  major Teófilo.
O diretor da Guada Municipal, Antônio Azevedo, tem outra versão sobre a motivação. “Houve uma desavença entre um flanelinha que trabalha aqui em frente com um usuário de drogas e o inspetor foi chamado para intervir. Fez a intervenção e no início da tarde três homens entraram no hospital para atirar no inspetor. O motivo da desavença não foi uma arma, como estão supondo. Uma arma foi arrecada no local, mas não sabemos a quem pertence”, diz.
Insegurança
Este  foi o terceiro  caso de violência registrado dentro de hospitais públicos de Fortaleza, no último mês. Nas semana passada, homens entraram no Hospital Frotinha de Parangaba e atiraram em quatro pessoas. O alvo era uma paciente que havia sido internado com um tiro no pescoço. O coordenador dos Hospitais e Unidades Especializadas da Secretaria de Saúde do Município, Francisco Alencar, diz que é preciso aumentar a segurança nas unidades. “A gente está vendo a possibilidade de ampliar a segurança dos hospitais com a contratação de empresa especializada para garantir o bom funcionamento do hospital e a segurança das pessoas”, diz.
Guarda Municipal foi baleado na perna (Foto: Daniel Queiroz/Arquivo pessoal)Guarda Municipal foi baleado na perna (Foto: Daniel Queiroz/Arquivo pessoal)

Polícia deflagra ação contra crimes em Sobral

SETE PRESOS
 Varas Criminais da Comarca de Sobral
A operação teve início cumprindo mandados de prisão de todas as Varas Criminais da Comarca de Sobral
WELLINGTON MACÊDO
po
Os bairros onde ocorreram abordagens foram Sumaré, Terrenos Novos e Vila União. Homicidas e traficantes estão entre os capturados pela Polícia
Entre segunda e quarta- feiras, ocorreram cinco homicídios, entre eles, a execução de um empresário
Sobral. Uma operação especial conjunta das Polícias Civil e Militar resultou na prisão de sete acusados de crimes em Sobral. A ação ocorreu em cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão e foi seguida por uma reunião entre as autoridades de Segurança e o prefeito, para tratar sobre a insegurança no Município. Entre segunda e quarta feira, foram registrados cinco homicídios, entre eles, a execução do empresário do ramo imobiliário Jean Feijó.
Segundo o delegado Regional de Sobral Junior Vieira, o resultado da operação foi avaliado como positivo. A operação conjunta reuniu mais de 30 policiais de Sobral, Granja, Varjota e Camocim na manhã de ontem.
Os principais delitos cometidos pelos acusados procurados durante a operação estão homicídio e tráfico de drogas. Existem ainda busca por foragidos da Justiça. A operação é a primeira das ações a serem desencadeadas pelas autoridades de Segurança e serão permanentes.
Os presos foram encaminhados à Cadeia Pública. "A operação iniciou cumprindo mandados de todas as Varas Criminais da Comarca, e hoje marcou o inicio desse trabalho contínuo que engloba ainda blitz constantes e cumprimento de novas ordens judiciais. Hoje ocorreu apenas dentro do Município (Sobral), mas será levado a outras cidades posteriormente", explica o delegado.
Os bairros onde ocorreram abordagens foram Sumaré, Terrenos Novos e Vila União. O perfil de procedimentos por parte da policia tem destaque para os que envolvem adolescentes com atos infracionais como roubo e tráfico de drogas. "Faço questão de ressaltar ainda de alguns com infrações de homicídio doloso, que tem se destacado dentro da cidade de Sobral".
Empresário
Sobre o homicídio do empresário, o delegado explica que as investigações estão sendo feitas de modo sigiloso e o carro usado pelos acusados para a prática do crime já foi identificado. A execução ocorreu por volta das 15h de quarta feira no bairro Campo dos Velhos e Jean foi atingido duas vezes com uma arma de fogo, sendo que o segundo tiro acertou o empresário na cabeça sendo fatal. "O calibre da arma também foi identificado como sendo uma pistola Ponto 380".
Ele explica que o crime tem características de execução, assim como os quatro que ocorreram nessa semana. Um funcionário acompanhava o empresário.
As testemunhas relataram que a vitima havia saído de seu veículo para visitar uma de suas construções quando foi abordado por quatro homens que estavam em um carro preto. O primeiro tiro acertou o braço e causou uma tentativa de fuga por parte do empresário, que acabou correndo e caiu no chão, quando o segundo tiro foi desferido na cabeça. Ninguém foi preso. O enterro aconteceu na tarde de ontem e reuniu mais de 300 pessoas, entre familiares e amigos de Jean.
O delegado disse que os depoimentos oficiais ainda não foram colhidos. Serão ouvidos família, funcionários e amigos. A investigação será conduzida pelo delegado Municipal.
Campanha
A onda de crimes tem assustado a população. Em três dias foram cinco homicídios. Nas redes sociais, uma campanha teve início, com diversos internautas sobralenses aderindo e trocando suas fotos pelo selo da campanha.
O delegado Júnior Vieira esteve em reunião durante toda a tarde de ontem com os órgãos municipais de Segurança, além do Prefeito Veveu Arruda e o chefe de Gabinete Luciano Filho, para tratar da situação de insegurança do Município. "Para o Carnaval, por exemplo, iremos realizar blitz e rondas em parceria com o Detran e Policia Militar", afirmou o delegado.
Jessyca Rodrigues
Colaboradora

Operação resulta em oito presos e armas apreendidas

CANINDÉ
armas
Em uma casa, a Polícia encontrou entre as armas, duas espingardas calibre 12, dois revólveres, munições, coletes e artefatos explosivos
WELLINGTON LIMA
Canindé. Um trabalho conjunto batizado de ''Operação Controlada'' realizado no bairro da Palestina, na manhã de ontem, por agentes da Polícia Civil e Força Tática de Apoio (FTA) de Canindé, resultou na prisão de oito pessoas, e na apreensão de veículos, armas e artefatos explosivos.
O trabalho foi resultado do cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Canindé na residência de Francisco de Assis da Silva localizada na Rua José Veloso Jucá, no bairro da Palestina próximo à Estátua de São Francisco.
Escopetas
No local a Polícia encontrou duas espingardas calibre 12, uma delas de cano duplo, uma espingarda calibre 20, uma calibre 36 e uma carabina calibre 38, além de dois revólveres calibre 38, munições, coletes balísticos, e detonadores de explosivos. Sete pessoas e o dono da casa foram presos e autuados em flagrante, na Delegacia Regional de Polícia Civil. Além do armamento, dois veículos uma S-10 de cor azul placas HUT - 4544 e uma Moto Fan de cor vermelha - placa NQM - 0540 também foram apreendidos
Os presos foram identificados como José Ribamar Bandeira Filho, 40; Francisco Antônio dos Santos Barros, 31; Antônio Joab Viana Barbosa de Oliveira, 18; Francisco de Assis da Silva, 46; Sidney dos Santos Cardoso, 24; Dorivan da Conceição, 27; João Igor de Sousa Lourenço, 18; e Antônio Valdeci Alves Costa.
Segundo o delegado Amando Albuquerque, o grupo já era investigado há seis meses e é suspeito de vários homicídios registrados no Município. "O trabalho é fruto da inteligência policial", explicou Albuquerque.
Antônio Carlos Alves
Colaborador

Mulher vira refém de adolescentes

PAPICU
roubo
Os inspetores conseguiram prender dois jovens e apreender um adolescente. Além disso, recuperaram parte do material roubado da vítima
ÉRIKA FONSECA
Uma mulher (identidade preservada) viveu momentos de terror de "terror" nas mãos de dois adolescentes durante um sequestro relâmpago, ocorrido na noite da última quarta-feira (26), na comunidade do Pau Fininho, no bairro Papicu.
A vítima, que é gerente executiva de uma associação, foi abordada em seu veículo quando passava pelas imediações do Hospital Geral de Fortaleza (HGF). Ela revelou que passou mais de uma hora sob a mira de um revólver, sendo ameaçada de morte enquanto tinha seus pertences roubados pelos assaltantes.
A gerente contou que trafegava em seu veículo, um Fiat Uno, nas imediações do HGF, quando precisou reduzir a velocidade do carro para realizar uma manobra e foi surpreendida com os dois adolescentes, um deles armado com um revólver.
Ameaça de morte
Enquanto tinha um revólver na direção da sua cabeça e seus pertences roubados, - um aparelho celular, relógio, colar de ouro, alianças, som do carro e três bolsas com cartões de créditos, documentos além de folhas de cheques, - a vítima foi obrigada a guiar seu carro até a comunidade do Pau Fininho, local que os adolescentes teriam escolhido para executar a vítima.
No entanto, após convencer os acusados a não atirar, a gerente foi liberada e, na manhã de ontem, registrou Boletim de Ocorrência no 15º DP (Cidade 2000). Após a comunicação do crime, os inspetores Marcos Flávio e Jefferson Lemos, saíram em busca dos suspeitos e apreenderam um adolescente de 15 anos, que participou do sequestro. Em sua residência foram encontrados parte dos pertences da vítima, além de duas balanças de precisão e uma pequena quantidade de cocaína.
Foram presos também dois homens que teriam comprado os objetos roubados: Israel Rodrigues Nascimento,19; e Leonardo Rodrigues da Silva,22.
Com forme o delegado titular do 15º DP, Hélio Marques, o segundo adolescente já foi identificado e está sendo procurado. De acordo com delegado, ambos são conhecidos por praticarem assaltos na região.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Nove bancos são atacados no CE em menos de dois meses

CRIME ORGANIZADO
Image-0-Artigo-1556080-1
Os marginais fizeram reféns, explodiram os caixas eletrônicos da agência, pegaram o dinheiro e fugiram. Segundo a Polícia, a ação criminosa durou pouco mais de 20 minutos. Ninguém ficou ferido
FOTO: REPRODUÇÃO/ALTO SANTO É NOTÍCIA
Na última ação,na madrugada de ontem, em Alto Santo, os assaltantes fizeram os moradores de reféns

Um grupo armado, formado por cerca de 12 bandidos, fez reféns e explodiu caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil (BB), em Alto Santo (distante 230Km da Capital), na madrugada de ontem. Com este ataque, subiu para nove o número de ações semelhantes, somente neste ano, no Ceará.
Por volta das 0h30, os bandidos, ocupando três veículos, chegaram à cidade e renderam as pessoas que estavam nas proximidades da agência do BB.
Em seguida, os marginais explodiram os caixas eletrônicos da agência, pegaram o dinheiro e fugiram. A ação criminosa durou pouco mais de 20 minutos. Ninguém ficou ferido.
Um dos veículos usados pelos bandidos, um Corolla de cor preta, foi encontrado, queimado, no quilômetro 1 da CE-138, entre Alto Santo e Iracema. O carro foi deixado atravessado no meio daquela rodovia estadual.
Apesar da mobilização, não houve confronto entre policiais e bandidos. De acordo com informações do Comando de Policiamento do Interior Sul (CPI Sul), a quantia levada pelos assaltantes não foi informada.
Reforço
Logo que a notícia do ataque à agência do BB em Alto Santo chegou às autoridades da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes da delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e Coordenadoria Integrada de Inteligência (Coin) se deslocaram para a região, para dar apoio aos policiais que já estavam na "caçada" ao bando.
O primeiro reforço a chegar, no entanto foi de policiais militares lotados no Comando Tático Rural (Cotar). Na sede da SSPDS, todo o trabalho estava sendo. A todo momento, o secretário Servilho de Paiva era informado sobre o andamento das investigações acerca do caso.
De acordo com o titular da Delegacia de Roubos e Furtos, Rafael Vilarinho, a Polícia está fazendo as investigações preliminares em busca de pista que levem aos suspeitos.
Conforme o delegado, já se sabe que o bando estava armado com pistolas e espingardas de calibre 12 e que o carro utilizado e, posteriormente queimado pelos assaltantes, um Toyota Corolla preto, havia sido roubado em Mossoró-RN. O veículo teve a placa clonada.
Conforme o delegado da especializada, o grupo pode estar envolvido em outros assaltos à banco no Interior.
Outras oito agências bancárias foram atacadas no Ceará neste ano. São elas: Aratuba, Guaramiranga, Altaneira, Jardim, Fortaleza, Tejuçuoca, Senador Sá e Novo Oriente.
Na madrugada do dia 14 deste mês, dez homens com armas de grosso calibre violaram um caixa eletrônico da Agência Bradesco, em Aratuba, a 95 km de Fortaleza. Um veículo também foi incendiado pelo bando durante a fuga. O valor levado pelos assaltantes neste assalto também não foi revelado pelas autoridades. (Com informações do Diário do Nordeste Online).
Fernando Barbosa
Repórter
Assalto_Explosivo

TCE suspende processo licitatório da Ponte Estaiada do Cocó, em Fortaleza

Cid acredita decisão do TCU pode reverter decisão do Tribunal no Ceará.
Relatório aponta suposta subavaliação de terreno doado pelo Estado.
Do G1 CE
Ponte vai ligar a Avenida Washington Soares ao Bairro Dunas (Foto: Governo do Estado do Ceará/Divulgação)Ponte vai ligar a Avenida Washington Soares ao Bairro Dunas (Foto: Governo do Estado do Ceará/Divulgação)

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) manteve por unanimidade a medida que suspende o processo de licitação da parceria público-privada (PPP) para a construção, manutenção e conservação da Ponte Estaiada, que o Governo do Ceará pretende construir sobre o Rio Cocó.
O Governador do Ceará, Cid Gomes, acredita que o Estado vai reverter a decisão no Tribunal de Contas da União. "O estado, quando faz avalição de imóveis, normalmente usa o seu órgão, já tradição. Naquele caso específico, nós pedimos à Caixa Econômica um terceiro órgão para fazer a avaliação. Portanto, não sei o que o Tribunal de Contas. A Caixa Econômica é um órgão conceituado, isento e público, e que tem expertise nessa área. Hoje essa matéria também estará em análise no Tribunal de Contas da União; se a gente conseguir superar no TCU, creio que isso também será superável no Tribunal de Contas do Estado", disse.
O conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), Itacir Todero, diz ter observado "indícios de irregularidades" relacionadas à concorrência pública da Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra) e na construção da nova sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE), após receber documentos do Ministério Público.
Três consórcios disputam a licitação. A obra está orçada em R$ 338.071.554,35, sendo R$ 259 milhões do Governo Federal e R$ 79 milhões do estado do Ceará.
O relatório de inspeção apontou ainda suposta subavaliação do preço de terreno do Estado que será transferido à empresa vencedora da concorrência, o que pode acarretar dano ao Erário. O parecer registra que o imóvel vale R$ 88 milhões, mas nas planilhas aparece com valor inferior: R$ 83,4 milhões. Com isso, o conselheiro Itacir Todero levou em consideração dois pontos: problemas com os valores do terreno e do prédio público que o consórcio ganhador terá que construir, como manda o edital.
O secretário Francisco Adail de Carvalho Fontenele, titular da  Secretaria da Infraestrutura  do Estado (Seinfra), e Fernando Antônio Costa de Oliveira, procurador chefe da Procuradoria Geral do Estado (PGE) têm 20 dias para se manifestar sobre os pareceres e o teor da decisão.
Obra
Além da Ponte Estadiada sobre o Rio Cocó, o complexo deverá ter ainda um mirante instalado em área próxima ao novo Centro de Eventos do Ceará (CEC). A ponte terá 121,14 metros de altura, equivalente a um prédio de 23 andares, devendo se tornar um ponto turístico, com restaurantes e pontos comerciais. Possibilitará ainda uma visão panorâmica de parte da cidade, incluindo os litorais Leste e Norte, além de uma visão do Rio Cocó. Além da construção da ponte, a licitação prevê a construção e melhoria dos seus acessos rodoviários e a construção de um mirante.

Ator preso por engano é solto no RJ depois de passar 16 dias na cadeia

Vinícius Romão foi preso por ser suspeito de assaltar uma mulher.
Condutas de policial e delegado serão investigadas pela Corregedoria.

Guilherme BritoDo G1 Rio
 O ator e vendedor Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, preso após ser acusado por uma mulher de tê-la assaltado, foi solto nesta quarta-feira (26) depois de passar 16 dias na Cadeia Pública Juíza Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Vinicius deixou a unidade prisional por volta das 13h45 e foi recebido de forma emocionada pelos amigos e parentes que aguardavam na porta.
Amigas de Vinícius Romão o aguardaram na saída da cadeia pública em São Gonçalo (Foto: Guilherme Brito/G1)Amigas de Vinícius Romão o aguardaram na saída
da cadeia pública em São Gonçalo
(Foto: Guilherme Brito/G1)
O ator foi solto somente depois que um oficial de Justiça levou o alvará de soltura à casa de detenção. A chegada do documento atrasou por falta de luz na Central de Mandados de Alcântara, em São Gonçalo. Desde o início da manhã desta quarta, Vinicius aguardava a liberação judicial em uma sala, mas, durante todo o período de reclusão, ele ficou preso em uma cela com mais 15 detentos.
Na saída, o ator não deu entrevista, mas agradeceu o apoio da imprensa enquanto saía de carro. Os amigos dele relataram que só souberam da prisão de Romão no último domingo.
"Nós fomos saber recentemente que ele estava preso, no domingo. Quando voltamos aqui com uma amiga nossa, que é advogada e que conseguiu entrar no presídio, ficamos muito preocupados com a situação dele, já que ela voltou chorando lá de dentro. Foi aí que nos mobilizamos e divulgamos o caso nas redes sociais", contou Vinícius Melich, que é amigo de infância da vítima.
Por volta das 15h, o ator chegou na casa dele, que fica no Méier, Zona Norte do Rio, acompanhado da família. A família de Vinicius contou que ele deve falar com os jornalistas sobre o período em que esteve preso após tomar banho e descansar, além de comentar as medidas que pretende tomar daqui para frente.
Habeas Corpus
Na terça-feira (25), a 33ª Vara Criminal do Rio concedeu habeas corpus a Romão, depois que a copeira Dalva Moreira da Costa, vítima do roubo, afirmou em novo depoimento na 25ª DP (Engenho Novo) que se enganou ao fazer o reconhecimento do ator como o suposto ladrão. Após ouvir o depoimento, o titular da delegacia, delegado Niandro Lima, pediu à Justiça do Rio habeas corpus para o ator.
Mesmo após conseguir a liberdade, Vinícius Romão terá de responder a processo por roubo.
Prisão é investigada
A Corregedoria da Polícia Civil do Rio de Janeiro vai investigar se houve irregularidades na prisão do ator. As condutas do policial Waldemiro Nunes de Frietas Junior, que trabalha na 11ª DP (Rocinha), e do delegado que estava de plantão no dia, Willian Lourenço Bezerra, serão analisadas.

Dalva chegou à delegacia por volta das 12h30 de terça-feira, sozinha. No depoimento, ela disse que pensou em ir à polícia no dia seguinte para retirar a queixa, mas não tinha dinheiro para a passagem. "Ela admite a hesitação no primeiro reconhecimento dele, o que é natural, porque foi uma ação violenta e ela pode ter se confundido", explicou Niandro. O delegado disse também que não acredita em má-fé. "Ninguém dos dois teria interesse em prejudicar uma pessoa inocente."
Jair Romão de Souza, pai de Vinicius (Foto: Mariucha Machado/ G1)Jair Romão de Souza, pai de Vinicius preso por
engano (Foto: Mariucha Machado/ G1)
Pai aliviado
O pai de Vinícius, Jair Romão falou sobre como reagiu ao saber da notícia da liberdade do filho. "Graças a Deus, ocorreu tudo bem, como eu esperava. Em momento algum eu admitia ele ter sido o culpado de cometer esse roubo", disse, sem saber explicar como vai reagir ao reencontrá-lo. "Ah, emoção a gente só pode dizer no momento o que vai ocorrer."
G1 teve acesso ao registro de ocorrência do caso. No registro, a vítima contou que após o assalto o homem teria pulado o muro da estação de trem para fugir e que dentro da bolsa roubada havia a quantia de R$ 10, um crachá, um celular e documentos. Ela contou que o homem estava de camiseta e bermuda preta, era negro e tinha o cabelo estilo black power.
No registro de ocorrência, o policial militar que fez a prisão afirma que nenhum pertence da vítima foi encontrado com o ator. "No depoimento, o policial disse que o Vinicius tinha passado o material para uma pessoa conhecida como 'Braço', só para justificar a prisão dele, mas não fez nenhuma diligência para procurar essa pessoa", disse Jair Romão.
Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, foi solto nesta quarta-feira (26), após 16 dias detido por engano. (Foto: Guilherme Brito / G1)Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, foi solto nesta quarta-feira (26), após 16 dias detido por engano. (Foto: Guilherme Brito / G1)
Boletim de ocorrência mostra que vítima tinha R$ 10 na bolsa e um crachá (Foto: Mariucha Machado/ G1)Boletim de ocorrência mostra que vítima tinha R$ 10 na bolsa e um crachá (Foto: Mariucha Machado/ G1)

Polícia Militar reforça segurança em Baturité

PROTESTOS
Image-0-Artigo-1554999-1
Na madrugada de sábado para domingo um veículo da Secretaria de Saúde do Município foi incendiado durante um protesto. O comando da 2ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM) solicitou reforços para evitar tumultos
FOTO: DIVULGAÇÃO
Um dos envolvidos no incêndio ao veículo da Prefeitura foi preso e autuado por dano ao patrimônio público

O clima continua tenso em Baturité, em razão do afastamento, e em seguida, do retorno do prefeito de Baturité (a 100Km de Fortaleza), João Bosco Pinto Saraiva, mais conhecido como Bosco Cigano. O comando da 2ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM) solicitou reforços para evitar tumultos como o ocorrido na madrugada de sábado para domingo, quando um veículo da Secretaria de Saúde do Município foi incendiado durante um protesto.
Todavia, conforme o comandante da 2ª Cia do 4º BPM, major PM Herbério Tavares, o clima na cidade já está voltando a ser de normalidade. O reforço havia sido solicitado ao Comando de Polícia do Interior (CPI) diante da possibilidade de novos tumultos, durante a sessão na Câmara de Vereadores, realizada na manhã da segunda-feira, 24. "Os próprios vereadores procuraram acalmar a população. Pediram inclusive para os manifestantes não causarem desordens e nem destruírem o patrimônio público", acrescentou.
A tensão em Baturité começou a se agravar no último dia 14, quando foi realizada uma manifestação liderada pelos garis do Município. O principal acesso de Fortaleza ao Maciço de Baturité, uma ponte que corta o rio Putiú, na CE 356, foi interditada.
Pneus foram queimados e os manifestantes entoaram palavras de ordem. Equipes da Polícia Militar seguiram para o local. O bloqueio da rodovia havia sido o incidente mais grave registrado durante os protestos dos servidores públicos.
Populares
A reportagem do Diário do Nordeste conversou com populares. O atraso no pagamento dos servidores do Município foi apontado como principal motivo da revolta. Estão há cinco meses sem receber os salários.
Durante o protesto o automóvel Gol pertencente ao patrimônio municipal foi incendiado. Dentro dele havia inclusive prontuários e exames de pacientes que deveriam seguir para Fortaleza. Alguns comerciantes também fecharam as portas de seu estabelecimento, em protesto contra o retorno do prefeito, informou um morador pedindo para não ter seu nome revelado.
Um dos envolvidos no incêndio ao veículo da Prefeitura, identificado como Francisco Erivaldo Batista, foi preso em flagrante e autuado por dano ao patrimônio público. Segundo um escrivão da Delegacia Regional da Polícia Civil em Baturité, o acusado alegou ter quebrado apenas o para-brisa do automóvel. Também apontou o autor do incêndio, mas o nome dele não foi revelado.
Quem poderia prestar mais informações seria a delegada municipal de Baturité, Janaína Braga, mas ela estava realizando diligências na cadeia pública da cidade, onde um dos detentos foi encontrado morto na segunda-feira.
De acordo com a Polícia, a vítima foi identificada como sendo João Mendonça Pinto Neto, 18 anos. O corpo dele estava carbonizado, dentro de uma cela. Ele estava preso havia quatro dias, acusado de um crime de homicídio. A equipe de investigadores da Polícia Civil está colhendo mais indícios acerca da morte dele, inclusive se há alguma relação com o incêndio do automóvel da Secretaria de Saúde de Baturité. O delegado regional, Carlos Alexandre Marques assumirá o caso no início da próxima semana.
Alex Pimentel
Colaborador

Acusado de assassinar amante é capturado

PASSIONAL
O desempregado Davi Siqueira da Silva, 19, teve a prisão temporária decretada pelo juiz Henrique Botelho Romcy, da 1ª Vara de Eusébio. Ele é acusado de ter assassinado, com 15 facadas, Anatálio Andrade de Araújo. O mandado judicial foi cumprido por inspetores da Delegacia Metropolitana de Eusébio (DME) e policiais militares do 15ºBPM, que compõem a Área Integrada de Segurança IX (AIS IX).
De acordo com a Polícia, Davi Siqueira o Anatálio Andrade tinham uma relação homo-afetiva. Conforme as investigações, o fato de o acusado ser usuário de drogas terminou desgastando relacionamento, até terminar em tragédia.
O acusado do crime chegou a "trabalhar" como "avião" de traficantes, em troca de algumas "pedras" de crack. Depois que passou a viver com Anatálio Andrade, no Centro de Eusébio, ele passou a exigir que o companheiro sustentasse o vício dele.
Segundo a titular da DME, delegada Ana Lúcia Almeida, o contato de Davi Siqueira com as drogas começou quando ele morava no Parque Havaí, um bairro dominado pela criminalidade.
Temporária
A prisão temporária é de 30 dias. Ana Lúcia Almeida afirma que, após tomar o depoimento do acusado e testemunhas, poderá solicitar à Justiça que o acusado do assassinato tenha a prisão preventiva decretada.