terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Universitárias aplicavam golpes

CARTÃO
3
Delegado Jaime Linhares deu detalhes da investigação que culminou na prisão das estudantes
FOTO: KID JÚNIOR
1
Maria Aline Rodrigues Vitoriano, 23, assumiu a autoria do crime e tentou inocentar a comparsa
FOTO: REPRODUÇÃO
A Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), prendeu em flagrante, na tarde de ontem, duas jovens estudantes universitárias suspeitas de aplicar 'golpe do cartão' em lojas de magazine (roupas, calçados e variedades). Maria Aline Rodrigues Vitoriano,23; e Kelly Cristina da Silva Martins, 21, foram flagradas com documentos falsificado e cartões de diversas lojas.
De acordo com o titular da Especializada, delegado Jaime Linhares, a Polícia tomou conhecimento do caso e logo de imediato começou as investigações. Em 20 dias, os inspetores chegaram até as suspeitas. Elas entravam nas lojas se passando por clientes comuns e solicitavam os cartões de crédito utilizando documentos falsificados e fotografias de terceiros.
Segundo a Polícia, Maria Aline e Kelly Cristiane aplicavam o golpe há aproximadamente quatro meses, retirando em média 20 cartões por semana. Para elas era concedido saldo de compras com valores entre R$ 400,00 e R$ 700,00. As duas foram presas em flagrante na Praça José de Alencar, no Centro. Em poder delas havia provas do crime; diversos cartões de lojas, documentos falsificados e 13 retratos 3x4.
Ainda conforme o delegado Jaime Linhares, a 'cabeça' que organizava e planejava as ações era Maria Aline. Ela assumiu o crime, contou como aplicava os golpes e tentou inocentar Kelly Cristiane. Ambas residem na mesma casa, no bairro Montese e confirmaram que são estudantes universitárias.
Fotografias
Sobre as fotos que eram utilizadas nos documentos falsos, Aline informou que as comprava de conhecidos e vizinhos. Ambas não possuíam passagem pela Polícia, mas foram autuados pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e falsificação de documento público. As pessoas que forneceram as fotos também serão investigadas pela DDF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário