terça-feira, 6 de maio de 2014

Denarc captura três acusados

TRÁFICO DE DROGAS
Image-0-Artigo-1605843-1
O delegado-adjunto da Denarc Breno Fontenele apresentou os detalhes das três operações realizadas pela Especializada no fim de semana
FOTO: NATINHO RODRIGUES
Três pessoas foram presas em operações realizadas pela equipe da Delegacia de Narcóticos (Denarc), no último fim de semana. Uma entrevista coletiva realizada, na manhã de ontem, apresentou o resultado das ações policiais, que culminaram nas três prisões e na apreensão de drogas e dinheiro.
A primeira ação culminou com a captura de Périques da Silva Costa, o 'Péqui', que já tinha dois mandados de prisão em aberto, por homicídio e tráfico. O homem que se encontrava na situação de foragido, foi encontrado depois que uma denúncia anônima deu conta que ele negociava drogas, nas proximidades de um posto de combustíveis, situado na Avenida Virgílio Távora, no bairro Meireles.
Os policiais da Denarc montaram uma campana e flagraram o momento em que 'Péqui' chegou ao local, conversou com um frentista e saiu sem abastecer. Ele foi abordado pelos agentes da Polícia Civil. Costa disse que não vendia as drogas, só fazia a distribuição, pois o que lucrava com isto era o suficiente para manter seu vício. Segundo o delegado-adjunto da Denarc Breno Fontenele, Périques assumiu o lugar do irmão, preso em novembro de 2013, por chefiar um esquema de tráfico de entorpecente.
Outro caso
A segunda prisão foi a de Elton Pedrosa Costa, em uma casa alugada, na Rua Olímpio Noronha, no bairro Mondubim. Um popular denunciou que o suspeito usava a casa para negociar drogas. Ao chegar no local, os inspetores da Denarc entraram e encontraram 100 papelotes de cocaína e 100 pedras de crack.
O terceiro caso foi noticiado na edição de ontem do Diário do Nordeste. O traficante Francisco Adriano de Sousa, o 'Sibite', que escapou pela porta da frente da Cadeia Pública de Iguatu, em abril deste ano, foi preso em uma casa luxuosa, no bairro Cidade dos Funcionários com R$ 29,6 mil. Ele seria o chefe do tráfico de drogas da Estiva, no bairro Serviluz, na Capital.
'Sibite' saiu da Cadeia após fingir ser um colega de cela. Antes da fuga, ele havia sido preso com 18 quilos de pasta-base de cocaína e dinheiro, durante uma operações das Polícias Federal, Civil e Militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário