domingo, 1 de junho de 2014

CEDRO

Comerciante é preso com arsenal após investigações
Image-0-Artigo-1626085-1
Delegado apresentou munições apreendidas após operação, que resultou na prisão do homem de 34 anos, que comercializava o armamento
FOTO: RICHARD LOPES
Um comerciante de 34 anos foi preso na tarde da última sexta-feira (30) em Cedro, a 400 km de Fortaleza, com mais de 160 cartuchos de diversos calibres, além de pólvora e chumbo. O homem confessou que comercializava ilegalmente o material em um estabelecimento.
A Polícia Civil realizava investigações tendo à frente o delegado Marcos Sandro Nazaré de Lira, após denúncias apontarem Antônio Costa Pires, de 34 anos, como comerciante de munição.
Na sexta-feira, os inspetores Café, Pinheiro, Ésio, Paulo, Nogueira e Júnior, fizeram campana em frente à casa do comerciante, no Centro de Cedro.
Ao ser abordado pelos policiais, o homem confessou que, comercializava o armamento ilegalmente em um mercantil.
Depósito
Após revelar o negócio envolvendo a munição, o homem levou os policiais até o local onde guardava o arsenal.
Foram então apreendidos vários cartuchos de calibre 38; 11 cartuchos de calibre 32; 20 cartuchos de calibre 12; sete espoletas em latinhas; 52 cartuchos calibre 22; 89 frascos de pólvora; 11 cartuchos de calibre 20; quatro sacos de chumbo; 20 cartuchos de pistola 380; oito cartuchos de calibre 44; 17 cartuchos de calibre 20; além de seis cartuchos deflagrados de calibre 9.1; um cartucho deflagrado de calibre 38 e sete cartuchos de carregamento manual deflagrados.
Segundo o delegado Marcos Sandro, o comerciante preso ainda aguardava a chegada de um carregamento de munições para os próximos dias.
Antônio Costa foi preso em flagrante e autuado no artigo 17 do estatuto do desarmamento. A pena para este crime varia de quatro a oito anos de prisão.
Irmão preso
Em continuidade às investigações, a Polícia ainda prendeu o irmão de Antônio.
Alcyfran Costa Pires, 36, foi preso por contrabando, com 39 maços de cigarros importados, na localidade de Sítio Angicos. (Colaborou, Richard Lopes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário