domingo, 23 de novembro de 2014

Polícia Civil e Cotar prendem oito acusados de tráfico em Quixadá

Operação Ostentação (1)Quixadá
Uma ação policial realizada por equipes da Polícia Civil e do Comando Tático Rural (Cotar) na manhã deste sábado, 22, denominada “Operação Ostentação”, prendeu oito pessoas, um deles homicida, na cidade de Quixadá. Em poder deles foram encontradas cocaína, crack e maconha, apreendidos dois notebooks, oito telefones celulares, uma balança de precisão e inclusive uma escopeta calibre 12. A Polícia cumpriu mandados de busca e de prisão nos bairros Campo Novo e Renascer, expedidos pelo juiz Fabiano Damasceno Maia.
Segundo a delegada Anna Claudia Nery, titular da Delegacia Regional da Polícia Civil foram presos Adonis Lopes Gonçalves, 25 anos, Cleber Alves de Lima, 28, conhecido por Dedé, Francisco Cleiton do Nascimento, 23, Welington Faustino Gomes, 23, vulgo “Pêra”, seu irmão Uedson Faustino Gomes, 20, Francisco Bruno de Sousa Freitas, 24, vulgo “Bob” e ainda Francisco Evanildo Lima, 36 anos, vulgo “Peixinho” e sua companheira Maria Aurinete Alves Silveira, 36 anos, conhecida como “Neta”.
Os policiais ficaram surpresos com a ostentação de alguns deles, expondo em seus celulares e notebooks boa quantidade de dinheiro, de armas, e até de garotas nuas. Por esses motivos, além do crime de tráfico, responderão também por aliciamento de menores e apologia ao crime. Além das drogas e das armas, juntamente com muito dinheiro, parte dele, R$ 1.100,00 foi apreendido. Contra um dos presos constava também um mandado de prisão em aberto contra “Peixinho”, por um homicídio praticado por ele em 2004 na cidade de Quixadá.
Na operação, as equipes do Cotar e da Polícia Civil também estavam à procura dos autores dos últimos homicídios praticados em Quixadá. Os criminosos, já identificados, não foram localizados, mas a delegada regional Anna Claudia Nery afirmou que as operações irão continuar até a região voltar à tranquilidade. Ela ressaltou a importância da colaboração da população através de denúncias anônimas para o fone (88) 3445.1047.

Nenhum comentário:

Postar um comentário