sábado, 7 de fevereiro de 2015

PRF apreende 60 quilos de maconha

BR-116
Image-0-Artigo-1794062-1
Os dois suspeitos e a droga foram apreendidos por policiais rodoviários federais e encaminhados para a Delegacia Regional de Icó
FOTO: VC REPÓRTER
Um casal foi preso dentro de um ônibus com 60 quilos de maconha prensada em tabletes, durante uma abordagem de rotina, realizada por uma patrulha da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atua na Unidade Operacional (UOP) de Icó. De acordo com informações da PRF, o veículo interceptado no quilômetro181 da BR-116 é da empresa Itapemirim, registrado com as placas EEF-5481, e partiu de São Paulo em direção à Fortaleza.
A droga estava dividida em duas malas, que estavam na responsabilidade de Romário da Silva Martins, 20; e Beatriz de Oliveira Chagas, que embarcaram no ônibus, na Cidade de Jandira, no Estado de São Paulo. Após a abordagem e a confirmação de quem eram os donos da bagagem que seria apreendida, o casal foi conduzido à Delegacia Regional de Icó, onde foi ouvido e autuado por tráfico, pelo delegado plantonista Osmar Borges.
Os suspeitos de tráfico confessaram à Polícia que receberiam R$ 6 mil para fazer o transporte dos entorpecentes da cidade onde embarcaram até o Terminal Rodoviário João Tomé, em Fortaleza. Romário Martins e Beatriz Chagas revelaram ainda, que o combinado era que uma pessoa estaria esperando por eles na rodoviária, para receber o carregamento, no entanto disseram que não conheciam a pessoa, porque ela tratava diretamente com quem os contratou para trazer o material ilícito para o Ceará.
A Polícia disse que irá investigar quem é o proprietário da maconha e quem iria recebê-la em Fortaleza. Um inspetor da Delegacia de Icó, que preferiu não se identificar, afirmou que o casal demonstrou ter experiência neste tipo de tráfico.
"Não demonstravam nervosismo. Disseram que nunca tinham feito isso, mas acredito que sim. Eles estavam preparados, programados para se as coisas dessem errado. O que não pensaram é que a abordagem podia acontecer ainda durante a viagem". Os suspeitos afirmaram que a droga seria distribuída para traficantes que iriam vendê-la no período de Carnaval.
(Colaborou Richard Lopes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário