sexta-feira, 27 de março de 2015

Jorge Loredo, o “Zé Bonitinho”, morre no Rio de Janeiro

Boletim médico informou que ator faleceu vítima de falência múltipla dos órgãos
Morreu na manhã desta quinta-feira (26), aos 89 anos, o humorista Jorge Loredo, intérprete do hilário conquistador 'Zé Bonitinho'. O ator estava internado no Hospital São Lucas, no Rio de Janeiro, desde o dia 3 de fevereiro passado.
O ator morreu de falência múltipla dos órgãos, resultado da luta de Loredo contra uma doença pulmonar obstrutiva crônica grave e um enfisema pulmonar.
O corpo do eterno 'Zé Bonitinho' será velado nesta sexta-feira (27), no Memorial do Carmo, no Caju, a partir das 9 horas.
Carioca, Jorge Rodrigues Loredo nasceu em 7 de maio de 1925. Além de humorista, exercia a profissão de advogado.
Trajetória artística
Loredo ingressou no humorismo nos anos 40, após participar de uma audição para o monólogo cômico “Como Pedir uma Moça em Casamento”.
Sua carreira na TV começou na década de 1970, no programa Praça da Alegria, com destaque principal para seu carro-chefe, o conquistador 'Zé Bonitinho', um tipo de Don Juan caricato, que sempre conseguia a atenção da mulherada.
Criador de vários bordões como, “O chato não é ser bonito, o chato é ser gostoso” e “Garotas do meu Brasil varonil: vou dar a vocês um tostão da minha voz...!”, Loredo continuou sua trajetória no programa, agora chamado de 'A Praça É Nossa', comandado por Carlos Alberto de Nóbrega, filho do criador da Praça da Alegria, Manuel da Nóbrega.
Além da TV, Jorge Loredo participou de algumas produções no cinema, sendo seu último filme no longa 'Chega de Saudade', de 2008, da cineasta Laís Bodansky.

Nenhum comentário:

Postar um comentário