sexta-feira, 20 de março de 2015

Polícia prende dois suspeitos de ataques a ônibus

De acordo com a polícia, prisão aconteceu na madrugada desta quinta.
Polícia Civil procura ainda outras pessoas envolvidas nos ataques.

Do G1 CE










A Polícia prendeu dois homens, na madrugada desta quinta-feira (19), suspeitos dos ataques a ônibus na Grande Fortaleza na semana passada. Segundo a polícia, a dupla foi localizada em uma casa em Guaiúba,  cidade localizada na Região Metropolitana.
Os dois suspeitos estavam monitorados pelo serviço de inteligência da polícia. Eles marcavam ataques por meio de ligações telefônicas que foram interceptadas. Com a localização do celular, a polícia montou uma operação durante a madrugada para invadir a casa em que eles estavam.
No local, a polícia encontrou um carro roubado. Os dois confessaram os ataques a coletivos e confirmaram ter recebido ordens de presos da Casa de Privação Provisória de Liberdade 4. A PM procura ainda outras pessoas envolvidas.
Na sexta-feira passada (13), quatro ônibus foram destruídos na Grande Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, os ataques ocorreram em represália à prisão Francinei Nobre da Silva, preso por ter ordenado outros incêndios a ônibus. Não houve feridos em nenhum dos casos.
Casos anteriores
No dia 28 de fevereiro, um ônibus da Linha João Arruda foi incendiado na Rua Franco da Rocha, no Bairro Henrique Jorge, em Fortaleza. De acordo com testemunhas, dois homens, com um vasilhame contendo gasolina, entraram no veículo, pediram que os passageiros descessem e atearam fogo. Na ocasião entregaram um bilhete ao motorista para que fosse encaminhado às autoridades. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido. No texto, eles reclamam do sistema penitenciário.
“Queremos melhorias no sistema penitenciário carrapicho. Tamos sendo maltratados visitas desrespeitadas os agentes mal disciplinados tratando os internos como bichos. Por que o estado ganha para tratar dos internos com dignidade e respeito pra sairmos p´ra sociedade como homens regenerados precisamos de respeito e dignidade (sic)”.
No dia 10 de março, outro ônibus, desta vez da linha Parque São João, foi incendiado no Bairro Canindezinho. Segundo informações da Polícia Militar, o coletivo trafegava na Rua E, próximo ao loteamento Paraíso Verde, quando dois homens fizeram os passageiros descerem do veículo antes de atear fogo. Ninguém foi preso. Ainda conforme a PM, o Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu apagar o fogo em cerca de 10 minutos. O motorista sofreu ferimentos leves e foi socorrido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário