terça-feira, 17 de março de 2015

Suspeito de matar feirante é capturado pelo BPTur

EXECUÇÃO
Image-0-Artigo-1816821-1
Francisco Teixeira Parente foi preso no Pirambu após troca de tiros com policiais militares do BPTur. Ele negou ter sido o autor do homicídio
FOTO: FABIANE DE PAULA
Um homem foi preso no bairro Pirambu, suspeito de matar o feirante Olberdan Bezerra de Oliveira, 49, na Avenida Castelo Branco, conhecida como Leste/Oeste, no bairro Carlito Pamplona. O crime ocorreu na última quinta-feira (12), e o suspeito foi capturado na tarde do último domingo (15).
Francisco Teixeira Parente, o 'Mongol', de 20 anos, foi localizado por policiais da Força Tática de Apoio (FTA) do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur).
Detentor de extensa ficha criminal, ao avistar a patrulha da PM, segundos os policiais, Francisco efetuou disparos contra a equipe e tentou fugir do local. Conforme o major PM Océlio Alves, comandante do BPTur, os agentes revidaram.
"Era por volta de 17h de domingo quando ele foi visto. Ele estava nas proximidades da Praça do Abel, área crítica de conflitos naquele bairro. A equipe chegou perto e foi recebida a tiros. Felizmente, ninguém ficou ferido. Os policiais conseguiram abordá-lo e apreenderam com ele um revólver calibre 38, municiado", explicou o oficial.
Após a prisão, o suspeito foi levado ao 7º DP (Pirambu), onde está recolhido. Na Delegacia, Francisco negou as acusações de ser o autor da morte de Olberdan Bezerra. Contudo, confirmou ter atirado contra os policiais militares.
"Corri e atirei pelo nervosismo. Com uma ficha dessas, né? Mas não matei o feirante", afirmou o suspeito.
O major frisou ainda o histórico de crimes cometidos por Francisco. "Ele respondeu, quando adolescente, a atos infracionais por roubo a veículo, porte ilegal de arma de fogo, homicídio e latrocínio. É um sujeito que, quando solto, sempre está armado e acompanhado de bandidos", afirmou.
Crime
A Polícia não tem dúvidas de que Francisco matou Olderban. A justificativa é que a vítima teria auxiliado a Polícia a localizar o suspeito em 2012, quando Francisco, à época com 17 anos, participou do latrocínio cometido contra o empresário João Carlos Clemente. Naquela ocasião, o empresário foi morto em frente à fábrica de panelas Ironte, que era de sua propriedade, quando retornava de uma agência bancária onde havia sacado dinheiro.
Segundo policiais que atuam na investigação, Olderban teria dado uma carona a Francisco, na tarde de quinta-feira. No trajeto, o suspeito, do banco do passageiro, efetuou os dois disparos na cabeça da vítima. Na sequência, empreendeu fuga em uma motocicleta, guiada por um outro homem, ainda foragido

Nenhum comentário:

Postar um comentário