domingo, 5 de abril de 2015

Baturité

Cachoeiras voltam a atrair visitantes 

Baturité
As chuvas estão voltando atrair visitantes e a aquecer a economia do Maciço de Baturité. Após um prolongado período de estiagem, mesmo com as chuvas ainda abaixo da média histórica no Ceará, as aguas estão voltando a correr nas suas cachoeiras e com elas reaquecendo a economia turística. Os proprietários de pousadas, hotéis e restaurantes comemoram e olham todos os dias para o céu na esperança do restante da quadra invernosa melhorar banhando ainda mais seus principais recantos naturais.
C











Os balneários naturais de Baturité, Guaramiranga e Pacoti, com sua diversidade de cachoeiras, estão situados a pouco mais de 90 Km de Fortaleza. Apenas as águas de alguns rios e riachos começaram a quebrar nas formações rochosas. Mas já é suficiente para propiciar agradáveis banhos em exóticos ambientes, rodeados de mata nativa e bem ao lado de estruturas turísticas especialmente preparadas para acolher quem busca esse tipo de lazer. Os proprietários desses balneários e pousadas comemoram.
Um desses lugares, considerado por muitos um paraíso, e um dos mais procurados pelos turistas no Maciço de Baturité, é o Recanto das Cachoeiras, no Sítio Labirinto, a cerca de 7 quilômetros do Centro desta cidade, no sentido de Guaramiranga. Além do banho, debaixo das cascatas ou nas piscinas naturais com água corrente, as trilhas ecológicas e a prática de rapel são outras opções para quem procura aventura no entorno da Pousada Recanto das Cachoeiras.
CC
Quem preferir passar o fim de semana ao lado das cacheiras pode se hospedar em um dos 10 apartamentos com televisor, wi-fi e ar-condicionado. A diária para o casal custa R$ 120,00 no período de baixa estação e R$ 150,00 nos feriados prolongados e férias. O cardápio oferecido é bem simples, apenas peixe de água doce, o tilápia, a R$ 32,00 o prato, e a galinha caipira por R$ 64,00, acompanhando a rusticidade do lugar.  Os hospedes ainda podem optar por um city-tur pela região num micro-ônibus e almoçar e jantarem em restaurantes mais requintados, na vizinhança.
Um pouco mais acima, o Parque das Cachoeiras é outra opção de banho nas quedas d’água, mas lá o visitante precisa pagar R$ 5,00 para ter acesso ao parque aquático natural, ao restaurante e ao playground para as crianças. O hotel de serra possui 29 apartamentos. A diária custa R$ 180,00 para o casal com direito a café da manhã. O hospede adicional paga R$ 60,00, mas crianças até cinco anos são isentas de taxa. É bom ligar antes, para saber se as águas ainda continuam correndo nas cascatas e fazer reservas. O movimento aumentou consideravelmente nas últimas semanas, explicou a gerência.
CC
Os proprietários das pousadas, hotéis e restaurantes do Maciço de Baturité estão otimistas. Na semana passada choveu um pouco mais. Segundo eles os turistas não buscam apenas o clima agradável serrano. Muitos querem passar o dia relaxando da água, aproveitando a hidromassagem natural. Além da fruticultura e da floricultura, também afetadas pela estiagem, o turismo é um dos principais segmentos econômicos de Baturité e das cidades vizinhas. Mas enquanto a região ainda não está com água em abundância eles orientam os visitantes a ligarem primeiro, para se certificarem se o clima continua agradável.
Em Guaramiranga, onde estão situadas as cachoeiras mais famosas do Maciço, a de São Paulo, do Perigo, do Poço das Veadas e do Cipó, o movimento maior está sendo nas casas de veraneio, nos condomínios fechados. Os visitantes também tem como opção o turismo rural. Uma das atrações é o Sítio Rio Negro, Na queijaria do Sítio são produzidos queijos, iogurte natural e doce de leite, tudo de forma sustentável e isento de aditivos químicos: sem agredir, explorar, sujar e poluir o meio ambiente. Há também a linha frutas desidratadas com misturas de manga, banana e outras frutas da região. As flores, antúrios, também são encontradas nos campos do Rio Negro.
Entretanto, quem estiver apenas à procura de repouso, em ambientes agradáveis, terá como opção cinco hotéis e seis pousadas em Guaramiranga e mais duas em Pacoti. A relação está disponível na internet, no portal www.vivaguara.com.br .  Uma delas é o Hotel Chalé Nosso Sítio, tendo como uma de suas atrações o seu lago. Conforme a recepcionista Camila dos Santos, os 12 apartamentos e os 10 chalés foram ocupados para o período da Semana Santa. As reservas custaram R$ 1.500,00 para os casais, nos apartamentos e R$ 4.940,00 nos chalés para quatro pessoas, pelo pacote completo de quatro dias.

Um comentário:

  1. Boa noite onde consigo endereços empresa de vigilantes sou vigilante mas tou Desempregado moro em capistrano ce procuro vagas em cidades vizinhas como Baturite , Aracoiaba entre outras sou novo aqui no Ceara vim de Sao Paulo quem poder me ajudar eu agradeço

    ResponderExcluir