quinta-feira, 9 de abril de 2015

Casal participou de segunda reconstituição de crime

Resultado das investigações será entregue à Justiça na próxima semana

Ex-mulher de militar participa da reconstituição. (Foto: Roberto César/TV Cidade)
A segunda reconstituição do crime que resultou na morte de Lewdo Ricardo Coelho Severino, de 9 anos, aconteceu na tarde desta quarta-feira (8), na residência do casal, no bairro Dias Macedo, em Fortaleza. Os dois suspeitos chegaram ao local por volta de 14h30, acompanhados de seus advogados.
A reconstituição é acompanhada por um grupo de peritos e pelo delegado responsável pelo caso, Wilder Brito. Ao chegar na rua onde o crime aconteceu, Cristiane Coelho desceu do carro sob escolta policial. O primeiro passo do trabalho começou na residência ao lado da sua. A mãe da vítima apertou a campanhia da casa, onde ela teria pedido ajuda, segundo o seu depoimento.
A vizinha de Cristiane e Francilewdo Bezerra é Sônia Silva. Por coincidência ela é perita e acompanha o trabalho de investigação.
A perita nega a versão da ex-mulher do subtenente. Sônia disse que no momento do crime, estava em casa com seu marido. Ele dormia e ela não escutou nenhum barulho da campainha. Além disto, qualquer movimentação seria percebida pelo cachorro da perita. Ele não latiu.
Outros moradores da rua acompanham a reconstituição. Com cartazes, populares pediram justiça e defenderam o militar. Uma equipe do Batalhão de Choque está no local para garantir a segurança de todos. 
No final da reconstituição, o delegado Wilder Brito, titular do 16º DP, o resultado da ação foi satisfatório e respondeu a uma série de dúvidas. “Estamos muito satisfeitos com o resultado ora desenvolvido”, disse. 
O resultado do inquérito será entregue na próxima semana à Justiça. 
De acordo com os laudos da perícia, o menino, de nove anos e que era autista, morreu por ingestão de veneno para rato. 

Um vídeo divulgado anteriormente, mostra a residência do casal, após o crime. Confira:

Nenhum comentário:

Postar um comentário