segunda-feira, 6 de abril de 2015

Integrante de quadrilha é detido com escopeta

EUSÉBIO
Image-0-Artigo-1828824-1
Uma escopeta calibre 12 municiada foi encontrada na residência do homem, que era procurado pela Polícia por suspeita de cometer diversos crimes
Uma operação que reuniu as Polícias Civil e Militar, além da Guarda Municipal, capturou ontem um homem de 24 anos no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), portando uma escopeta calibre 12 e munições. O homem é suspeito de integrar a quadrilha de Ezequias Nascimento Gomes, o 'Kia', apontado como responsável por ordenar diversas ações criminosas.
Antônio Carlos dos Santos Oliveira, 24, o 'Biscuíba', também é suspeito de ter participado do assalto em que um homem estrangeiro de 78 anos foi atingido por cinco disparos, na noite de sexta-feira (3), no Eusébio. Ele também é investigado pela pratica de homicídios, assaltos e latrocínios (roubo seguido de morte) juntamente com outros integrantes da quadrilha na RMF.
Na tarde de ontem, os policiais buscavam pelo grupo que assaltou um sítio em Aquiraz na noite de quinta-feira (2), deixando um estrangeiro baleado.
Populares denunciaram que Antônio Carlos estaria em uma casa no Parque Havaí, naquele município. Por volta das 16h, a operação foi deflagrada e os agentes prenderam o suspeito.
Na residência, foram encontradas a arma e 12 cartuchos intactos. Antônio, segundo o capitão PM Jota Júnior, comandante da 1ªCia do 15º BPM, estava com um ferimento no peito.
"Ele é da linha de frente, faz assaltos, homicídios. Foram cerca de 20 dias até chegarmos a ele", disse o capitão.
Histórico
A união de jovens criminosos, que começaram assaltando chácaras e sítios do Eusébio, no ano de 2009, se transformou na quadrilha que ainda é a maior responsável pelos crimes que acontecem na RMF. O primeiro a comandar o bando foi Victor Antônio da Silva Oliveira, o 'Salsicha'. Ele acabou sendo morto, durante um confronto com a Polícia, no dia 30 de maio de 2011.
Depois de 'Salsicha', seu braço direito na organização, Carlos Antônio Silva de Moraes, o 'Dante'' garantiu que a quadrilha continuasse agindo, por três meses. Porém, ele também foi baleado e morto em 2011.
Francisco Wellington da Silva Justino, o 'Etim', chegou a ser um dos criminosos mais procurados do Estado, até ser detido no Hospital do Eusébio, depois de ser baleado por policiais, em uma troca de tiros, em 2013.
Com a morte de 'Etim', 'Roberto Oião' passou a ser o chefe do tráfico. Ao lado de 'William Perna Fina' ele ordenou assaltos, latrocínios e homicídios.
'Oião' foi morto por comparsas no ano passado, no Rio Grande do Norte, e 'Kia', apontado como suspeito em diversos assassinatos, assumiu o comando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário