terça-feira, 7 de julho de 2015

Bando ataca Barreira pela 2ª vez neste ano

BANCO EXPLODIDO

Somente neste ano, já é a segunda vez que criminosos invadem a cidade para atacar agências bancárias

s
O bando invadiu o estabelecimento por volta de 1h e detonou os dispositivos. O prédio onde a agência funcionava foi destruído pela explosão das emulsões
Um grupo armado com fuzis roubou a agência do Banco do Brasil no município de Barreira (72Km de Fortaleza), na madrugada de ontem. Segundo informações da Polícia Militar (PM), cerca de seis homens teriam participado da ação criminosa. Foi a segunda ação no município neste ano. A primeira, ocorreu no dia 19 de maio e teve como alvo a agência do Bradesco.
De acordo com informações dos militares do 4ºBPM (Canindé), o bando invadiu o estabelecimento por volta de 1h e detonou os dispositivos. O prédio onde a agência funcionava foi destruído pela explosão das emulsões e um dos dois cofres foi aberto. Um quantia não divulgada foi levada pela quadrilha.
Um caminhão foi utilizado pelos bandidos para fechar a rua que dá acesso ao banco, para dificultar a chegada da PM. Houve um confronto armado com a quadrilha, mas os suspeitos conseguiram fugir.
Segundo o titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Raphael Vilarinho, o bando fugiu em uma picape Fiat, modelo Strada, de cor branca; uma picape Volkswagen, modelo Saveiro, de cor branca; e um motocicleta Honda, modelo Bros. O delegado disse que os supostos assaltantes fugiram pela CE-354, em direção a Chorozinho e foram vistos na BR-116, próximo ao município de Pacajus.
A Polícia confirmou que parte do dinheiro da agência foi levada, mas não revelou quanto. Vilarinho disse que equipes da DRF estão em Barreira investigando o ataque. "Já temos suspeitos. A DRF não vai parar enquanto não prender estas pessoas envolvidas nas explosões", salientou.
Patrulhas do Comando Tático Rural (Cotar), Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e do 4ºBPM estão em diligência à procura dos suspeitos.
Balanço
Esta foi a 36ª ação criminosa contra estabelecimentos bancários neste ano no Ceará, segundo dados da DRF. O último ocorreu no dia 1º de julho, no município de Potiretama. Na ocasião, uma quadrilha invadiu a agência do Bradesco e instalou dinamites em um caixa eletrônico, mas não conseguiram detoná-las.
O Sindicato dos Bancários do Ceará informou que acredita que a implementação do Estatuto Municipal de Segurança Bancário, em Fortaleza, melhorou a situação na cidade. "Essas ataques são provenientes de quadrilhas interestaduais, com acesso ao tráfico de armas e de explosivos", declarou.
O governador do Estado, Camilo Santana, disse em entrevista coletiva, ontem, que está buscando soluções para os ataques recorrentes. "Recebi o presidente do Sindicato dos Bancários. Já existe uma experiência positiva aqui em Fortaleza, que foi aprovada na Câmara e a gente pode avaliar a ampliação a nível de Estado. Temos uma série de problemas no Interior e esse é o assunto que temos nos dedicado nos últimos dias. Vamos ter uma reunião essa semana com o Exército, Polícia Federal para aprofundar as estratégias. Acho louvável essa iniciativa do Sindicato dos Bancários de nos trazer proposta", declarou.
Márcia Feitosa
Repórter

Nenhum comentário:

Postar um comentário