terça-feira, 4 de agosto de 2015

Polícia sabia de tentativa de assalto a banco com 5 mortos em Piracicaba

PM à paisana que morreu também tinha conhecimento da ação nesta terça.
Outras 3 pessoas ficaram feridas durante tentativa de roubo em Piracicaba.

Do G1 Piracicaba e Região
Fiat Doblo seria utilizado durante fuga de assaltantes do Banco Bradesco em Piracicaba (Foto: Claudia Assencio/ G1)Veículo seria utilizado durante fuga de assaltantes
em Piracicaba (Foto: Claudia Assencio/ G1)
A Polícia Militar sabia, através do serviço de inteligência da corporação, que uma agência do Banco Bradesco, em Piracicaba (SP), seria alvo de uma tentativa de assalto nesta terça-feira (4) que deixou cinco mortos, entre eles quatro suspeitos e um PM à paisana, além de mais três pessoas feridas. Segundo o tenente coronel Marcos Antônio Félix, a quadrilha era monitorada também pela Polícia Federal.

O comandante da PM ainda afirmou que o policial militar à paisana também sabia da possibilidade de existir a ação da quadrilha nesta terça-feira e estava nas proximidades do banco para tentar impedir o roubo. A quadrilha foi surpreendida quando saía da agência pelo agente, que atirou na direção dos criminosos.

"A quadrilha era organizada e tinha informações privilegiadas. Eles sabiam exatamente como era o funcionamento da agência", afirmou Félix. O Bradesco disse que a agência ficou fechada nesta terça-feira e que não vai comentar o caso.

Houve troca de tiros e o policial militar morreu a caminho do hospital. Ele será velado durante a madrugada desta terça na Câmara de Vereadores. O sepultamento acontece às 16h desta quarta-feira (5), no Cemitério Parque da Ressurreição, em Piracicaba.

Vigilantes suspeitos
Segundo a PM, dois vigilantes terceirizados do banco são suspeitos de ter facilitado a entrada dos ladrões. Segundo o major Paulo Ricado Borges, um dos seguranças não impediu a entrada dos suspeitos pela porta giratória do banco, mesmo após o sinal de alerta ter sido ativado. O segundo vigilante também não teria feito nada para impedir.
"Um deles vestia uma blusa de moleton e o outro carregada uma mochila quando tentou passar pelo dispositivo, que apitou. O gerente pediu que o vigilante não permitisse a entrada dele, mas o funcionário não o obedeceu", relatou o major.

Crime
O crime aconteceu na Avenida Rui Barbosa, a principal via de comércio da Vila Rezende, tradicional bairro da cidade. Segundo a Polícia Civil, os criminosos conseguiram entrar na agência, renderam o gerente, recolheram os malotes do cofre e, quando tentaram fugir, foram surpreendidos pelo PM à paisana, que atirou. Os suspeitos que conseguiram fugir deixaram o dinheiro no local.
Marcas de sangue no interior do Banco Bradesco em Piracicaba (Foto: Claudia Assencio/ G1)Marcas de sangue no interior do Banco Bradesco
em Piracicaba (Foto: Claudia Assencio/ G1)
Na troca de tiros, outros dois criminosos, além de uma pessoa que estava em um bar próximo ao banco foram baleados. O policial militar atingido foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

Além dos quatro suspeitos mortos no tiroteio e dos outros dois baleados e socorridos com vida, há ao menos mais seis pessoas envolvidas no crime, segundo informações da Polícia Militar. Quatro homens que ainda estavam dentro da agência bancária foram detidos.

A Polícia Civil apreendeucom os suspeitos que foram presos, coletes à prova de bala, oito revólveres, munições, gorros e uniformes que eles usaram para entrar na agência disfarçado. O delegado responsável pela investigação, João Batista Camargo, afirmou que já conseguiu identificar dois criminosos.

Pânico
A ação criminosa causou pânico nos comerciantes, que fecharam as portas.  A dona de uma loja disse que ouviu cerca de 20 disparos. “A princípio achei que era rojão, mas logo vi que o pessoal das lojas estava entrando e vi o que tinha acontecido. Foi um horror”, comentou a mulher de 56 anos, que pediu para não ser identificada.

A cabeleireira Marli Maria Zurk, de 65 anos, estacionava o carro quando os criminosos passaram atirando. “Fiquei desesperada, nunca vi uma situação dessa, só na televisão. A primeira coisa foi tentar me salvar”, relatou.
  •  
Suspeitos são colocados em carro da PM após tentativa de assalto a banco em Piracicaba (Foto: Claudia Assencio/G1)Suspeitos são colocados em carro da PM após tentativa de roubo em Piracicaba (Foto: Claudia Assencio/G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário