quinta-feira, 30 de junho de 2016

Convenção Coletiva 2016

Bandidos matam três policiais durante tiroteio em Quixadá

collage
Uma intensa troca de tiros entre bandidos e policiais, na tarde desta quinta-feira (30), no Distrito de Juatama, em Quixadá, deixou três policias mortos e um ferido.
O bando com o qual os PM’s se depararam era composto por homens fortemente armados. Os policiais estavam usando apenas revólveres e pistolas no confronto altamente violento e totalmente desproporcional.
16733ede-4da9-472e-8bbf-4f402b661839
Dois PM’s morreram no local do tiroteio. Outro ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Os policiais mortos foram os seguintes: Sargento GuanabaraCabo Joel Soldado Antônio Alves.
O Cabo Joel era pai de uma menina de apenas um ano e sete meses que, agora, pela ação do crime, será privada do convívio de seu querido genitor.
Outro policial, João Alves Campos, foi baleado e socorrido ao Hospital Eudásio Barroso, no Centro da cidade. Ele deverá ser transferido para um hospital de Fortaleza.
Segundo policiais, os bandidos fizeram dois policiais reféns na fuga. Eles foram liberados nas proximidades do município de Ibaretama. No município de Ocara os criminosos assaltaram uma Hilux de cor preta para dar sequência à fuga.
A PM ainda não divulgou informações oficiais. Uma grande mobilização militar está sendo preparada para auxiliar nas ações de reação ao atentado contra as forças de segurança do Estado.
Uma grande multidão, envolvendo parentes, amigos e curiosos se aglomerou no Hospital Eudásio Barroso, para onde os feridos e os corpos foram levados.
96c9d348-a8bd-444e-b65c-cd0c51222d06
729ae70a-19f0-4a80-92df-fb3e5f7ae708
Carro da perícia forense sai do Hospital Eudásio Barroso com os corpos dos policiais mortos.
Fonte: Monolitos Post

quarta-feira, 29 de junho de 2016

POLICIAIS CIVIS DA NARCÓTICOS DESARTICULAM ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, CAPTURAM 9 PESSOAS E APREENDEM 41 QUILOS DE MACONHA, ESCOPETA CALIBRE 12 E PISTOLA .40

Seis pessoas foram presas e três adolescentes foram apreendidos durante uma investigação realizada pela Polícia Civil para desarticular uma quadrilha responsável por traficar drogas no município de Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com as investigações da Polícia Civil, o grupo era comandado por um presidiário identificado como Gilson Nascimento Costa Filho, que cumpre pena por latrocínio e tentativa de homicídio na Penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba.
Foram presos: José Tiago Barroso da Silva (30), Francisco Leandro Santos Rodrigues (21), Francisco Romário da Silva Alves (21), Moisés Maximiano de Sousa (20), Paulo César Silva do Nascimento (25) e Nariene da Silva Nascimento (24), esposa do presidiário e apontada pela Polícia Civil, como “braço direito” do presidiário. Três adolescentes com 14, 15 e 17 anos foram apreendidos. 
As prisões ocorreram na última semana durante uma investigação da Polícia Civil, que já desconfiava que o preso comandava o tráfico de drogas em Maranguape, com apoio de outras pessoas. A Polícia perseguiu José Tiago, que trabalhava como mototáxi e descobriu que o homem fazia entregas de Maranguape ao bairro Canindezinho, em Fortaleza. Com ele, em uma residência na capital, foram encontrados 30 kg de maconha. 
Em Maranguape, no bairro Guabiraba, foi encontrado mais uma quantidade de maconha, armas e munição. Ao todo, foi apreendido 41 kg de maconha. 
Alisson Mendonça
A Polícia Civil descobriu que a residência em que a quadrilha se escondia em Maranguape, foi usada por Francisco Camurça Bezerra Filho (29), conhecido como “Arqueiro”, para se esconder. O homem foi preso recentemente, apontado como um dos suspeitos de matar o inspetor da Polícia Civil Alisson Mendonça, morto em abril deste ano, ao reagir a um assalto e trocar tiros com os criminosos. O crime ocorreu no cruzamento entre a avenida Desembargador Gonzaga e a Rua Fiscal Perdigão, no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza.

FONTE: Portal Cnews

Vagabundo tomou uns sopapos da galera.

UM HOMEM LEVOU UMA SURRA DEPOIS DE TENTAR ASSALTAR ALGUNS MORADORES DA LOCALIDADE DE AROEIRAS QUE VINHAM DENTRO DA MESMA TOPIC QUE O ELEMENTO, A POPULAÇÃO O DOMINOU E ELE RECEBEU ALGUNS CONSELHOS PRA APRENDER, O MESMO SE ENCONTRA NA DELEGACIA.

Tatuagens de policiais quebram tabus na Polícia Militar do Amazonas

Show fotorcreatedO tenente Francisco Carpegiane já foi criticado por conta das tatoos (Foto: Antonio Lima). O cabo da PM Michael Manguinho: seis tatuagens inclusive do Coringa (Foto: Antônio Menezes)Isabelle Valois
Manaus (AM)

Enquanto candidatos dos certames para Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de outros estados precisam buscar os meios jurídicos cabíveis para dar continuidade às demais fases do concurso pelo simples fato de terem uma tatuagem, no Amazonas estamos mais avançados a respeito do assunto, mas claro que para tudo há uma exceção. As tatuagens devem seguir a legislação de ingressos.
Muitos policiais militares e bombeiros que possuem a arte em alguma parte do corpo não se sentem intimidados por causa da tatuagem, mas afirmam ter passado por algum tipo de constrangimento, mais por parte da tropa antiga que de certa forma acaba deixando o preconceito falar mais alto.
Mas nem por causa disso os policiais militares que admiram gostar da arte se deixam intimidar e continuam a estampar a pele, claro, sem desrespeitar a instituição. Fã do Coringa por apresentar um total paradoxo de pensamentos, desafios e opnião, o cabo da Polícia Militar do Amazonas Michael Manguinho, 37, é um exemplo de como o preconceito no estado não tem vez.
O policial, que está há 16 anos servindo a corporação, onde passou pela Força-Tática, a Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e agora serve uma das Companhias Interativas Comunitárias (Cicom), possui seis tatuagens, entre elas uma é o próprio rosto do personagem favorito: o Coringa, que para muitos no mundo do crime tem outro significado criado com os filmes dos Batmam, em que o vilão acaba com vários policiais.
“Quando resolvi tatuar o rosto do Coringa, sabia dessas histórias, mas isso não me influencia, pois o personagem em si, para quem conhece realmente e é fã, tem muito a contar e não me identifico com outro significado”, comentou.
Manguinho, quando entrou na PM não tinha nenhuma tatuagem. Hoje, apaixonado pela arte, sonha em poder desenhar novos desenhos pelo corpo.
Discriminação interna
O segundo tenente da Polícia Militar do Amazonas, Francisco Carpegiane Veras de Andrade, disse que hoje em dia a discriminação ocorre, mas não pelo público externo. Porém já recebeu críticas de oficiais superiores mais antigos.
Quando entrou na coorporação, o tenente tinha iniciado alguns desenhos nos braços, mas após a aprovação no concurso resolveu fechar os dois mebros superiores com as artes.
 De um lado com desenhos orientais e templos budidas. No outro lado do braço, Carpegiane tem um leão - que representa Jesus Cristo - com uma frase bíblica e demais desenhos regionais, traços iguais de vasos de cerâmicas indígenas. “São tatuagens que não transmitem violência e nem agressividade”, comentou.
O tenente que é bacharel em direito e em Ciências Militares e Segurança Pública (Academia da Polícia Militar), informou que não se pode tatuar imagens que denigram a instituição, o pudor ou o decoro da classe. “O que não é permitido são tatuagens ofensivas, com palavrões, algo que representasse morte e violência. Até porque somos policiais e temos que ter a consciência de cada situação”, disse.
Exclusão de candidato em MG
Na última semana, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou e considerou nulo, por unanimidade, o ato de exclusão de candidato do concurso público do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais devido à existência de tatuagens no corpo.
O candidato se inscreveu no concurso do Corpo de Bombeiros em 2004 e obteve aprovação na primeira fase, destinada as provas objetivas. Quando foi submetido aos exames médicos foi eliminado. O motivo: o fato de ele ter três tatuagens no corpo. Por causa disso, o candidato deu entrada ao processo judicial e obteve liminar e conseguiu concluir as demais etapas do concurso.
Regras para os desenhos na pele
Assessor jurídico da Polícia Militar do Amazonas, o tenente coronel Flávio Diniz explicou que no Amazonas a lei 3498 de 2010 destaca alguns requisitos para os candidatos que possuem tatuagem. Diferente de outros estados, não existe restrição, mas as artes precisam respeitar os requisitos que são: Não agredir a população, não atentar contra a moral e a dimensão dos bons costumes.
“Nunca tivemos nenhum problema com a nossa coorporação em relação a caditados que tenham tatuagens, pois o que realmente importa é a qualificação do profissional. Um desenho ou uma arte no corpo não leva a julgamento de ninguém, muitos menos os tipos de desenhos que são destinados a algum envolvimento com algum tipo de crime. Não há registro em lugar algum sobre esses símbolos que de alguma forma se adaptaram na cultura”, explicou o coronel.
Frase
"O rótulo, o conceito ou o preconceito está em quem o vê. Não é essa Tatoo que vai dizer quem eu sou ou como ajo na minha vida pessoal e profissional. Adoro a arte e amo a minha profissão, não posso ser avaliado ou discriminado pelo desenho que carrego no braço, independente de seu significado, pois este, difere de pessoa para pessoa", Michael Manguinho, cabo PM.

Presos os indivíduos que assaltaram a Academia Biofit.

Os dois indivíduos que assaltaram a academia Biofit foram apresentados na DP, será instaurado um inquérito pois os mesmos são menores e ainda tem uma terceira pessoa conhecido por "Juninho", que forneceu as armas e a moto, e o mesmo ainda teria dado a fita pros dois.

ROUBO DE CARRO ACABA. PERSEGUIÇÃO, TIROTEIO E PRISÃO

PERSEGUIÇÃO E TROCA DE TIROS . 4 ELEMENTOS TOMARAM UMA HYLUX DE ASSALTO E FORAM PERSEGUIDOS . AO CHEGAR NA CHESF COMEÇOU UMA INTENSA TROCA DE TIROS ENTRE POLÍCIA E LADRÃO . SEGUNDO INFORMAÇÕES UM ESCOPETA CALIBRE 12 ,PISTOLA E REVOLVERES APREENDIDOS. NEM UMA BAIXA NA POLÍCIA E QUATRO ELEMENTOS PRESOS.



Polícia faz prisões no combate ao tráfico Juazeiro do Norte e Crato


Romário foi preso no Bairro Frei Damião e a Polícia apreendeu ainda drogas com uma pessoa na Rua Duque de Caxias

Em novas operações de combate ao tráfico e uso de drogas neste final de semana em Juazeiro do Norte e Crato a Polícia prendeu várias pessoas e apreendeu crack, cocaína e maconha. Por volta das 18 horas deste sábado, por exemplo, na Rua Duque de Caxias em Juazeiro uma pessoa foi presa pela Equipe da FTA Moto e o Serviço de Inteligência do 2º BPM com nove pedras de crack. 
A polícia optou por preservar a identidade do acusado.
Já às 20:30 horas foi preso Romário Florentino Alves da Silva, de 22 anos, residente na Rua Francisca Correia Brasil no Bairro Frei Damião. 
Ele é filho de Lela acusado do tráfico de drogas e se encontrava com substâncias entorpecentes, sendo levado à Delegacia por PMs da Força Tática de Apoio. 
Antes, na tarde de sábado em Crato, a Equipe RAIO 03 prendeu três com drogas. 
Entretanto, optou por não divulgar nem o local das prisões e nem identificá-los.
Por volta das 10:00 horas deste Domingo, na Rua Manoel Damasceno dos Santos (Vila São Francisco) no Bairro Aeroporto, foi preso Jefferson C. dos Santos que pilotava uma moto Yamaha YBR 125K. 
O mesmo tinha em seu poder quatro gramas de maconha, um isqueiro e uma marica de madeira. Já às 17:00 horas, na Rua Santa Rosa (Centro), Hermocélio G. B. Silva estava com três gramas de maconha. 

Este já responde por crimes de lesão corporal e uso de drogas.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Policia Civil prende grupo suspeito de ataques a bancos no Maciço de Baturité

Policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) realizaram a prisão de quatro pessoas envolvidas em ataques a bancos, na região do Maciço de Baturité – Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13) – nessa segunda-feira (21).
Os infratores confessaram que pretendiam explodir a agência bancária do Banco do Brasil, na cidade de Mulungu, também na AIS 13

Polícia em ação

O Radialista Wando Carvalho e funcionário da PM em Crato, é preso com drogas junto com um vigilante Gil Gomes.


POR VOLTA DAS 00:00h, ENTRE AV: SORIANO ALBUQUERQUE COM A RUA JOSÉ LOURENÇO, BAIRRO JOAQUIM TÁVORA, FOI VÍTIMA DE ASSALTO, O SD PM LOTADO NA 1ª CPG O MESMO ESTAVA SAINDO DE SERVIÇO QUANDO FOI ABORDADO POR DOIS MELIANTES QUE ANUNCIARAM O ASSALTO E, DURANTE UMA PERSEGUIÇÃO, O VEÍCULO CONDUZIDO PELOS MELIANTES VEIO A CHOCAR-SE COM UM POSTE ENTRE A AV: DOMINGOS OLÍMPIO COM A RUA JAIME BENÉVOLO, BAIRRO JOSÉ BONIFÁCIO, OS DOIS INDIVÍDUOS QUE ESTAVAM NO INTERIOR DO VEÍCULO, MORRERAM, COM O PM ESTÁ TUDO BEM.

Cansada da violência, população parte para o revide e já matou 9 bandidos nas ruas de Fortaleza

Marginais são perseguidos, espancados e arrastados nas ruas da Capital
 Uma onda de assassinatos praticados por meio de linchamento atinge o Estado do Ceará diante da inoperância do governo em garantir a segurança pública ao cidadão. Indignada diante de tantos assaltos, e já sem esperanças de que as autoridades dêem uma solução à criminalidade no Estado, a população chegou ao limite da paciência, e agora parte para fazer justiça com as próprias mãos.

De janeiro até agora, pelo menos, 12 pessoas foram linchadas no Ceará, isto é, espancadas e arrastadas em vias públicas até a morte. Trata-se de uma modalidade de crime coletivo de difícil investigação, já que os autores são muitas pessoas e estas se dispersam rapidamente quando terminam o “serviço”, isto é, constatam que a vítima está morta. Em geral, os assassinatos por linchamento são filmados em celulares e as imagens rapidamente ganham as redes sociais com grande audiência.
Foi o que aconteceu, por exemplo, na tarde de 18 de março último, quando dois jovens, armados com facas, invadiram um ônibus que trafegava pela  Avenida Augusto dos Anjos, no bairro Bonsucesso, e anunciaram um assalto. A reação foi imediata e violenta. Os passageiros partiram para cima dos ladrões. Um deles conseguiu fugir. O comparsa não teve a mesma sorte e, após ser desarmado, acabou sendo espancado mesmo já fora do coletivo e acabou esfaqueado com sua própria arma. Morreu no local. Tudo foi filmado e divulgado nos aplicativos  da internet.
Medo e reação
A maioria dos 12 linchamentos ocorridos, neste ano,  no Ceará,  teve como palco as ruas e avenidas de Fortaleza. Foram nove casos, sendo três deles registrados somente nas últimas  48 horas, nos bairros Sapiranga, Jacarecanga e Conjunto Prefeito José Walter. Entre os “linchados”, uma mulher, jovem de 22 anos, que praticava assaltos com um comparsa em bairros da zona Oeste da Cidade.
Outros três casos aconteceram no Interior do estado, nas cidades de Sobral, Itarema e Bela Cruz.  As vítimas foram executadas de uma mesma forma: perseguidas e surradas até a morte.
Veja o levantamento exclusivo que apontou 12 mortes por linchamento no Ceará em 2016:
1 (1 de janeiro) – GERALDO LOPES SILVA FILHO – linchado no bairro Terrenos Novos (Sobral)
2 (26 de janeiro) – FRANCISCO GOMES DE ARAÚJO – linchado no distrito de São José (Itarema)
3 (20 de fevereiro) – Vítima não identificada – linchada na zona rural de Bela Cruz
4 (24 de fevereiro) – Vítima não identificada – linchado na Avenida Radialista José Limaverde, na Barra do Ceará, durante uma briga de bar (Capital)
5 (16 de março) – Vítima não identificada, linchado na Rua Álvaro Bomilcar, no bairro Pio XII, depois de praticar vários assaltos tendo como alvo sempre mulheres (Capital)
6 (18 de março) – Vítima não identificada, linchada ao anunciar assalto dentro de um ônibus na Avenida Augusto dos Anjos, no bairro Bonsucesso (Capital)
7 (13 de maio) – JONATHAN NASCIMENTO DE ARAÚJO, linchado por populares ao tentar praticar assaltos na Rua dos Pinhais, no bairro Autran Nunes (Capital)
8 (18 de maio) – JOSIVAN DE HOLANDA SILVA, linchado por populares logo após praticar uma sequência de assaltos com um comparsa na Rua Quixadá, próximo à feira-livre do Planalto Ayrton Senna. O comparsa foi também morto, a tiros (Capital)
9 (12 de junho) – WELTON JONH DE SOUSA OLIVEIRA, linchado por populares na Rua Demóstenes de Carvalho, bairro Elleri, quando praticava assaltos (Capital)
10 (20 de junho) – ALANY SOUSA DE OLIVEIRA, 22 anos, linchada por populares na Rua Odorico de Sousa, bairro Jacarecanga, quando praticava assaltos com um comparsa, que fugiu (Capital)
11 (20 de junho) – DÊNIS DE MELO DA SILVA, 24 anos, linchado e alvejado a tiros depois de praticar assaltos no bairro Conjunto Prefeito José Walter (Capital)
12 (21 de junho) – THIAGO OLIVEIRA DA SILVA, 22 anos, linchado por populares na Rua Waldemar de Alcântara, bairro Sapiranga, após ser acusado de ter tentado estuprar uma moradora daquela comunidade (Capital)
Por FERNANDO RIBEIRO 
Veja vídeo de bandido linchado ao assaltar coletivo em Fortaleza (crime ocorreu no bairro Bonsucesso, dia 18 de março)
ATENÇÃO, CENAS FORTES!!!!


Empresário se suicida após demitir 223 funcionários por conta da crise


Corpo estava com uma corda no pescoço na fábrica em Rio Claro (SP).
Caso foi registrado pela Polícia Civil nesta terça-feira (21) como suicídio.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Vagas pra vigilantes

Dois homens são presos nos municípios de Boa Viagem e Choró

Lei Maria da Penha

estupro-426x320
Muitas mulheres ainda não tem coragem de denunciar seus companheiros por pena ou medo.
A Lei Maria da Penha não tem surtido os efeitos desejados na região Central do Ceará. Todos os dias são registrados crimes tipificados na Lei nº 11.340. Muitos homens só se dão conta quando sofrem as medidas punitivas, como a prisão preventiva.
Na localidade de Santa Rita, zona rural de Choró, uma agricultora de 27 anos denunciou a polícia que seu ex-companheiro estava quebrando a janela de sua residência, e já havia quebrado a porta, ameaçando levar a sua filha e desafiando seu atual cônjuge.
Foi acionada a composição daquele Destacamento que ao se deslocar até aquela localidade, localizou o indivíduo Anderson Nailton Rufino Benício, 23 anos, que tentou fugir em uma motocicleta, mas foi preso pelos policiais e conduzido à DRPC de Quixadá.
Outro caso foi no bairro Vila Holanda, na cidade de Boa Viagem, uma mulher denunciou que seu companheiro havia lhe agredido dentro de casa. Antônio Pontes Silva, 45, foi preso e levado a Delegacia de Canindé, onde o mesmo foi autuado em flagrante por lesão corporal.

Motorista morre após capotar carro e cair em açude em Mombaça

Carro capotou e caiu em um açude. Foto: vc reporterO motorista Miguel Pinheiro da Silva Neto (Miguelzinho) que morava na cidade de Mombaça, no Sertão Central, morreu após capotar o veículo que conduzia e cair em um açude nas margens da rodovia CE 060 (Estrada do Algodão). O acidente ocorreu nesta segunda-feira, 20, na localidade de Aba da Serra, entre as cidades de Acopiara e Mombaça.

    Segundo informações de populares, Miguelzinho perdeu o controle do veículo Golf, cor preta, capotando e caindo dentro de um açude e provavelmente morrendo afogado. Pela posição em que o corpo foi encontrado, há indícios de que a vítima tentou sair do carro. O policiamento esteve no local e adotou as medidas cabíveis. O acidente e a morte do condutor tiveram ampla repercussão na cidade de Mombaça.