sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

OPERAÇÃO PIRÂMIDE

POLÍCIA CIVIL DESARTICULA PIRÂMIDE FINANCEIRA QUE ATUAVA EM IGUATU/CE E REGIÃO E QUE MOVIMENTOU MAIS DE 05 (CINCO) MILHÕES DE REAIS

Resultado de imagem para piramide financeira
Na manhã desta quinta-feira (07/12/2017), a EQUIPE DA POLÍCIA CIVIL da Delegacia Regional de Iguatu/CE concluiu uma Operação Policial denominada “OPERAÇÃO PIRÂMIDE”, que desarticulou a pirâmide financeira denominada “D9 CLUBE DE EMPREENDEDORES”, que atuava em Iguatu/CE e em outras cidades da Região Centro-Sul e que movimentou mais de 05 (cinco) milhões de reais. 
No final do mês de agosto desse ano, a POLÍCIA CIVIL recebeu várias denuncias de pessoas que relataram que foram atraídas a investir em uma empresa chamada D9 CLUBE. Os responsáveis por esta empresa em Iguatu/CE, os chamados “líderes”, ludibriavam as vítimas alegando que elas teriam que investir a quantia mínina de R$ 6.750,00 e com isso teriam lucros de mais de 30% ao mês e de mais de 300% ao ano. Então, várias pessoas investiram quantias em dinheiro e criaram contas virtuais no site da empresa. As vítimas relataram que o pagamento de tal valor era feito em mãos e o dinheiro era entregue em espécie a algum dos “lideres” e que os pagamentos dos lucros eram feitos em mãos e pagos também em dinheiro vivo pelos “líderes” do negócio. Ocorre que em determinado momento os pagamentos cessaram e muitas pessoas ficaram no prejuízo e a partir de então procuraram a Delegacia de Polícia para relatar os fatos.
A POLÍCIA CIVIL realizou uma investigação detalhada e constatou que tudo não passava de um golpe financeiro que prejudicou centenas de pessoas.
A investigação durou cerca de 03 (três) meses e ouviu 57 (cinquenta e sete) vítimas e conta com mais de 400 páginas com fotos, documentos e depoimentos. Assim, diante de todas as provas colhidas e por se tratar de um crime financeiro que envolveu altas somas em dinheiro, a  POLÍCIA CIVIL solicitou junto ao Poder Judiciário as medidas cautelares cabíveis, a fim de que as vítimas pudessem ser ressarcidas e que os infratores pudessem ser responsabilizados criminalmente.
Então, na manhã dessa quinta-feira, a POLÍCIA CIVIL concluiu a aprenssão de 07 (sete) veículos (04 carros, 02 motos e 01 reboque) de propriedade dos “líderes” do negócio e, além disso, a Justiça decretou o BLOQUEIO DOS BENS MÓVEIS E IMÓVEIS, e a HIPOTECA LEGAL de duas casas, além de outras medidas cautelares, tudo isso com a finalidade de assegurar que os investigados possam ressarcir todo o prejuízo causado às vítimas.
Estima-se que mais de 500 (quinhentas) pessoas tenham participado desse negócio e que mais de 05 (cinco) milhões de reais tenham sido movimentados pelos “líderes” do esquema. Além do mais, esse golpe causou um enorme dano para toda a economia e para o comércio iguatuense, tendo em vista que vários empresários, pequenos comerciantes, servidores públicos e profissionais liberais investiram altas quantias em dinheiro, contudo não tiveram o retorno prometido, ficando todos no prejuízo.
Os veiculos apreendidos serão  encaminhados para o depósito do DETRAN e ficarão à disposição da Justiça para serem avaliados e leiloados no momento oportuno e os imóveis hipotecados também servirão para garantir o ressarcimento das vítimas.
Quanto aos 06 (seis) indivíduos considerados “líderes” do negócio, por motivos de sigilo e pelo fato de estarem, até o momento, auxiliando nas investigações, não serão divulgados os seus nomes, contudo pode-se afirmar que estão sendo investigados pelos crimes de Pirâmide Financeira, Associação Criminosa, Estelionato e Lavagem de Dinheiro, cujas penas somadas chegam aos 20 (vinte) anos de prisão.
Esse é o verdadeiro trabalho da POLÍCIA CIVIL, que investiga não só crimes comuns, mas também crimes que movimentam milhões de reais e que prejudican centenas de pessoas.
PARABÉNS A TODOS OS POLICIAIS CIVIS ENVOLVIDOS NA AÇÃO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário