sábado, 28 de abril de 2018

Afastamento de delegado gera crise entre Polícia Civil e MP


A Adepol esteve reunida, em uma Assembleia Geral, na última sexta-feira, e deliberou medidas "em defesa da Polícia Civil" ( Foto: Helene Santos )

O afastamento do delegado Romério Moreira de Almeida, da Polícia Civil do Ceará (PCCE), na Operação Renault 34, do Ministério Público do Ceará (MPCE), deflagrada na última quarta-feira (25) gerou um atrito entre as duas instituições. Na manhã seguinte à Operação, Romério foi encontrado alvejado por dois tiros, dentro de sua residência, na Aldeota.
O procurador-geral de Justiça do Ceará, Plácido Barroso Rios, lançou nota pública, nessa sexta-feira (27), e reforçou a parceria das duas Instituições, mas garantiu que "todos estão sujeitos ao império da lei". Poucas horas depois, a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Ceará (Adepol) revelou que irá ajuizar ação "contra os promotores de Justiça que expuseram a imagem do delegado".
Plácido Rios afirmou que "as investigações realizadas pelo Ministério Público do Estado do Ceará têm obedecido os ditames constitucionais e legais, com absoluto respeito aos direitos e garantias fundamentais dos implicados, bem como aos direitos e interesses que pertencem à coletividade. Num Estado de Direito, todos estão sujeitos ao império da lei e quem quer que cometa atos ilícitos deve ser investigado e, conforme o caso, processado e julgado".
O procurador-geral complementou que o MPCE está "cumprindo com o seu dever constitucional" e que "tem investigado e processado todos os autores de atos ilícitos independentemente das funções públicas ou ocupações privadas que exerçam, inclusive seus próprios agentes, numa demonstração de seriedade e isenção no trato dos assuntos públicos".
Na nota, a autoridade pondera que o Ministério Público e a Polícia Civil possuem uma parceria histórica, pautada no respeito, e que, juntas, as instituições têm realizado investigações importantes. "Em todas as instâncias de governança, o Ministério Público tem defendido o fortalecimento da Polícia Civil e a valorização de seus agentes, que cumprem funções de extrema relevância para o Estado de Direito", alegou Plácido Rios.
Assembleia
A Adepol esteve reunida, em uma Assembleia Geral, na manhã da última sexta-feira, e deliberou medidas "em defesa da Polícia Civil". Entre as ações está a de "ajuizar ação junto ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra os promotores que expuseram a imagem do delegado Romério Almeida', conforme nota da Associação.
Outras medidas tomadas pela Associação dos Delegados são 'requerer da Procuradoria Geral da Justiça (PGJ) a relação dos promotores que residem nas comarcas do Interior, com os respectivos endereços (conforme art. 129 da Constituição Federal)"; e "não participar de diligências do MP sem a garantia do órgão de que a imagem do investigado seja preservada (baseado no inciso X, do artigo 5º da Constituição Federal)".
Outro alvo das críticas do órgão é o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa. Os delegados pretendem entregar uma carta ao secretário, para expôr reivindicações da categoria, ainda nesta sexta-feira. A Adepol já tinha manifestado insatisfação com o comportamento de André em relação à Operação.
Respostas
Na última quinta-feira, por meio de nota o MPCE já havia lamentado o ocorrido com Romério Almeida, e afirmado que todas "as suas ações têm como base os regramentos e diretrizes pautados na Constituição Federal e leis infraconstitucionais, jamais desbordando dessas balizas". O MP disse ainda que a interceptação das ligações telefônicas no âmbito da "Operação Gênesis", do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), quanto o compartilhamento com o Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc), para execução da "Operação Renault 34", tiveram autorização da Justiça.
Por fim, afirma que o "afastamento do delegado Romério Almeida de suas funções e a realização de busca e apreensão na residência e no local de trabalho dele foram determinados pelo juiz da 8ª Vara Criminal de Fortaleza, Henrique Granja".
A SSPDS, por sua vez, destacou que André Costa coordenou pessoalmente a transferência do servidor para o Instituto Doutor José Frota (IJF). A Pasta afirmou que o secretário entrou em contato com a família do delegado e se colocou à inteira disposição para colaborar no que for possível.
A Pasta acrescentou ter adotado todas as soluções que cabia no intuito de prestar assistência ao delegado, e torce pela pronta recuperação do servidor.
Operação
O MPCE e a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado (CGD) cumpriram mandados contra os investigados e afastaram o delegado, do seu cargo público, por 60 dias, na última quarta-feira (25). Na manhã seguinte à Operação, Romério foi encontrado alvejado por dois tiros, dentro de sua residência, na Aldeota. Ele está internado numa unidade particular. O quadro de saúde dele é considerado estável.

Justiça nega quebrar sigilo de processo

A Justiça negou a quebra de sigilo de interceptações telefônicas ao delegado Romério Almeida e aos outros dois investigados na Operação Renault 34, nesta sexta-feira (27), segundo o presidente da Adepol, delegado Milton Castelo. O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) não confirmou a informação, alegando que "o processo corre em segredo de justiça, portanto, não é possível obter mais informações". Segundo apurado pela reportagem, a negativa aconteceu por o juiz ter afirmado que ainda há perícias pendentes.
O MPCE tinha solicitado à Justiça, na última quinta-feira, a quebra do sigilo do processo que apura indícios de corrupção no 34º DP (Centro). Conforme o Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc) do MPCE, entre o material que poderia ser autorizado para divulgação estão os áudios das interceptações telefônicas entre os suspeitos.
Através de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça estadual, um suposto esquema criminoso envolvendo o delegado, o advogado Hélio Nogueira Bernadino e o seu cliente Anderson Rodrigues da Costa. O advogado e o traficante foram flagrados, na conversa, negociando a liberação de um veículo Renault Logan, que estava apreendido no pátio do 34º DP. Anderson pagaria R$ 1.500 para o advogado e R$ 1.500 para o delegado.
A conversa pelo telefone se deu em 27 de janeiro de 2016. O veículo tinha sido apreendido no dia anterior em uma operação da Polícia Militar. O traficante conseguiu fugir, mas o carro foi retido pela PM.
Anderson procurou o advogado Hélio Bernardino para conseguir a liberação do carro. O advogado disse que resolveria o problema com o pagamento de uma quantia em dinheiro. Logo no dia seguinte, 28 de janeiro de 2016, o veículo e os outros bens foram restituídos pelo 34º DP. A investigação ainda detectou que o Boletim de Ocorrência registrado pelos PMs pela troca de tiros com um suspeito não resultou na abertura de Inquérito.
Fonte: DN

CNH Digital já está disponível em todo o Brasil

O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) informou que a emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital está disponível em todo o país. A adoção da carteira digital por todos os Detrans estaduais aconteceu antes do prazo final, de 1º de julho. No Ceará, o serviço será implantado no mês maio.
Mais de 110 mil condutores brasileiros já estão utilizando em seus celulares ou tablets a CNH digital. As carteiras digitais são opcionais e, no momento, gratuitas em quase todos os estados.
A CNH impressa continua valendo normalmente e a versão digital possui o mesmo valor jurídico da versão física.  
Fonte: CNEWS

Homem embriagado colide em carro de professor, tenta fugir e é capturado pela PM

Região Central: Nesta sexta-feira (27), por volta das 14h, foi registrado um acidente de trânsito no cruzamento da rua Tenente Cravo com a rua Epitácio Pessoa, no bairro Campo Velho, em Quixadá.
O Sr. J. G. P. S.,verdureiro, estava conduzindo a motocicleta Honda/CG 150 Titan KS, que ao ser checada no sistema SIP, foi constatado nove multas e três restrições, o homem conduzia a motocicleta sem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e com sintomas de ter engerido bebida alcoólica, colidiu com um carro, Fiat Palio, conduzido pelo Sr. A. A. D. S., professor.
Uma composição policial esteve no local, onde constatou a veracidade dos fatos, a vítima informou aos policiais que o acusado havia avançado o sinal e colidido no seu carro, deixou a motocicleta no local e saiu a pé em direção a rua Rodrigues Júnior, onde foi alcançado pelos policiais e conduzido para o posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), onde foi realizado o exame etílico, que mediu 0,56 mg/l.
Em seguida foi conduzido acusado, vítima, a motocicleta e o carro para a Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Quixadá.
O acusado foi autuado e foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) em desfavor da Sra. A. A. E. de S., proprietária da motocicleta, por entregar veículo a pessoa não habilitada.
Fonte: Revista Central

MAIS UM HOMÍDIO NA ESTIVA, SERVILUZ

Uma mulher identificada como Francisca Élita Ribeiro Souza, de 25 anos, foi morta a tiros na tarde desta sexta-feira (27), no bairro Cais do Porto, em Fortaleza.
De acordo com informações da polícia, ela foi surpreendida por dois homens em uma motocicleta. Ela estava na companhia de uma criança de apenas 5 anos no momento do crime. A criança não foi atingida, ela foi levada por uma prima da vítima, que foi morta com dois disparos de arma de fogo na cabeça.
A polícia informou ainda que há quatro meses e na mesma região, a mãe de Élita, identificada como Francisca Eliane Almeida Ribeiro, também foi assassinada.
No local do crime tinha pichações de criminosos que foram apagadas pela Polícia Militar. Os suspeitos não foram identificados. A polícia continua com as investigações em busca de capturar os suspeitos de terem cometido este homicídio em Fortaleza, onde a vítima mais uma vez foi uma mulher.
 
Fonte: Pentas CE Notícia

Vigilante tem dinheiro e pertences roubados durante saidinha bancária em Quixadá

Resultado de imagem para saidinha bancariaRegião Central: Mais uma saidinha bancária foi registrada no município de Quixadá, desta vez, os acusados esperaram a vítima sair da sede da cidade para cometer o crime.
Nesta sexta-feira (27), por volta das 08h30m, um homem foi vítima de uma saidinha bancária em Quixadá, a vítima o Sr. O. V. S. N., vigilante, informou que após realizar um saque no valor de R$ 850,00 (oitocentos e cinquenta reais) na agência do Bradesco de Quixadá, saiu em sua motocicleta em direção ao município de Ibaretama, quando passava em frente a entrada da fazenda Equador, foi abordado por dois indivíduos em uma motocicleta Tintan de cor vermelha.
Ainda segundo o vigilante, o piloto era um homem gordo, trajando camiseta branca e o garupeiro homem magro, trajando camiseta vermelha e armado de revólver, anunciaram o roubo e subtraíram da vítima a quantia de R$ 850,00 (oitocentos e cinquenta) reais, um relógio de pulso e a carteira com vários documentos.
Em seguida os larápios saíram em uma estrada carroçável a esquerda da entrada da Fazenda Equador. Composições policiais diligenciaram no intuito de identificar e prender os acusados, mas até o momento sem êxito.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

PRF apreende mais de 164 kg de droga e dinheiro falso em Pedra Branca

Seis pessoas foram presas nesta quinta-feira (26) com 164 quilos de maconha durante uma ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Fortaleza e na cidade de Pedra Branca, no interior do Ceará. O material ilícito estava sendo transportado da cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, para a capital cearense.
De acordo com a polícia, os presos confessaram que a droga havia sido encomendada por um detento ligado a uma facção criminosa, que está em um presídio cearense. Os homens receberiam cerca de R$ 15 mil para transportar os entorpecentes, conforme a PRF. Além da droga, os policiais apreenderam cerca de R$ 2,5 mil em cédulas falsificadas.
Inicialmente foram presos um homem e duas mulheres durante uma abordagem na rodovia BR-020, no quilômetro 156, na localidade de Santa Cruz do Banabuiu. Os policiais constaram que o carro em que o trio estava era adulterado e, após uma vistoria, localizaram a droga escondida em um compartimento falso.
Os policiais seguiram com a investigação e localizaram os três suspeitos que iriam receber a droga em uma casa no Bairro Henrique Jorge, em Fortaleza. No local, os agentes apreenderam documentos falsos e um outro carro.
Os seis presos, a droga, o dinheiro e os carros apreendidos foram levados para a Superintendência da Polícia Federal, em Fortaleza.
O grupo foi autuado pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico, moeda falsa, falsificação documental e adulteração de veículos.

Raio desmonta “boca de fumo” no bairro Campo Novo, em Quixadá

Região Central: Nesta quinta-feira (26), por volta das 21h, uma composição do Raio recebeu uma denúncia que na residência localizada na rua do Arame I, no bairro Campo Novo, em Quixadá, havia um ponto de venda de entorpecentes, a citada composição foi verificar a denúncia e ao chegar no local, em frente a casa foi logo sentindo cheiro oriundo de uso de drogas (maconha), quando a composição se identificou como polícia, dois indivíduos se evadiram pulando alguns quintais e conseguiram empreender fuga. Dentro da residência foram encontrados os seguintes materiais:
– 15 (quinze) trouxas de maconha, pesando 11 (onze) gramas;
– 09 (nove) papelotes de cocaína, pesando 3,7 (três, sete) gramas;
– 01 (uma) balança de precisão;
– 01 (um) documento de Identidade, Nº 2016128366-1, da pessoa (Victor Pereira Mendonça).
O material acima descrito foi apresentado na na Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Quixadá, onde foi lavrado inquérito por portaria de acordo com o Artigo 33, Lei 11343, Lei Anti Drogas.

POLÍCIA MILITAR PRENDE DOIS ENVOLVIDOS NO ASSALTO AO ÔNIBUS DOS ESTUDANTES DE CAPISTRANO.


O assalto ocorreu na noite da segunda-feira (23), quando o transporte dos universitários transitava pela CE-60, próximo a Localidade de Barra dos Frazões, zona rural do município de Itapiúna, na região do Maciço de Baturité.
Após o assalto, PMs da 2ª Cia/4ºBPM iniciaram diligências visando identificar e prender os autores do crime de grande repercussão na região do maciço e em menos de 72 horas, dois dos envolvidos foram presos, duas motos roubadas e um celular subtraído no assalto aos estudantes foram recuperados.
O primeiro a ser preso foi Francisco Jonas de Sousa da Silva, de 24 anos. A prisão de Jonas se deu na noite da quarta-feira (25), na Localidade de Malícia, em Itapiúna. No momento de sua prisão, Jonas de Sousa já estava fugindo de outro assalto realizado na zona rural de Itapiúna, em companhia de outro comparsa de crime, que fugiu após uma troca de tiros com o policiamento do Destacamento de Itapiúna. Duas motos roubadas foram abandonadas no local da abordagem.
Na tarde da quinta-feira (26), foi a vez de Rafael Pereira do Nascimento, de 24 anos, também ser preso, após o policiamento do Destacamento PM de Itapiúna haver descoberto que Rafael estaria de posse de um dos celulares subtraídos dos estudantes.
As diligências para prender os outros envolvidos no roubo e recuperar os bens subtraídos continuam. Para tanto, a Polícia Militar coloca a disposição os telefones (85) 33474244, do COPOM da 2ª Cia/4ºBPM e (88) 999701903, do Destacamento PM de Itapiúna, para o recebimento de informações que levem a prisão do restante da quadrilha.
Na Delegacia da Polícia Civil em Aracoiaba, Rafael Pereira confessou a participação no roubo aos estudantes, além de relatar que além de Jonas, preso na noite anterior, outras duas pessoas também teriam participado da ação criminosa aos universitários.

Policial preso por porte ilegal de arma.

Resultado de imagem para porte ilegal de armas de fogoA Controladoria Geral de Disciplina (CGD) informa que a Delegacia de Assuntos Internos (DAI) autuou em flagrante um policial militar, na manhã desta sexta-feira (27), por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, no bairro Damas. A condução do servidor foi realizada por uma equipe da Polícia Militar.

O servidor foi solto mediante pagamento de fiança.

Além das providências adotadas, a Controladoria Geral de Disciplina determinou a instauração do competente Procedimento Disciplinar, para a devida apuração na seara administrativa.

A CGD não divulga os nomes dos profissionais envolvidos em virtude do procedimento seguir em fase de investigação.

Justificativa:

terça-feira, 24 de abril de 2018

OPERAÇÃO POLICIAL EM PALMÁCIA CULMINA NA PRISÃO DE CRIMINOSO E APREENSÃO DE ARMAS E DROGAS.

A ação policial ocorreu na manha de hoje, 23/03/, na Localidade de Botija, Palmácia - CE e contou com a presença de diversos Policiais Militares da região.
O criminoso preso é conhecido como "JEAN" e já vinha sendo investigado por diversos roubos de gado na região, além de outros crimes patrimoniais.
A criminoso foi autuado pelo crime de tráfico de droga e posse irregular de arma de fogo na Delegacia Metropolitana de Maranguape-CE e encontra-se à disposição da Justiça.
Os comparsas de "JEAN" encontram-se foragido e as investigações permanecem no sentido de responsabilizar todo o "bando" criminoso.
 

Assaltante de banco é preso na Pacatuba

Ele é acusado de ter participado de ação que terminou com um delegado baleado, em Fortaleza

A Polícia Civil do Ceará prendeu um homem responsável por assaltos a diversas agências bancárias do estado. Bruno Rafael Nascimento Leandro foi capturado em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza. 
O homem, segundo a polícia, já responde por assalto e homicídio. A Polícia ainda informou que Bruno Rafael participou da ação que deixou o delegado Raphael Vilarinho baleado na perna em julho do ano passado. Na época, ele era titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF).
Na semana passada, Bruno Rafael foi empossado como assessor do vice-prefeito de Acarape. Ele foi levado para a sede da DRF, em Fortaleza.

Dupla é capturada após série de assaltos

Uma dupla formada por um maior e um menor foi capturada na manhã desta segunda-feira (23), no bairro São Gerardo, em Fortaleza, após uma série de assaltos.
De acordo com a polícia, os dois estavam em uma motocicleta roubada e com uma arma de fogo praticando assaltos contra as pessoas que estavam nas paradas de ônibus. A polícia encontrou em poder da dupla vários aparelhos de telefones celulares. Os dois foram encaminhados para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Polícia prende quatro membros de facção fortemente armados e evita possível chacina


Titular da Draco, delegado Harley Filho, e adjuntos, delegados Alceu Viana e Klever Farias, apresentam resultados da investigação ( Foto: Saulo Roberto )

Em uma operação realizada na tarde deste domingo (22), a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) evitou o que poderia ser uma nova chacina em Fortaleza. Isso poque, em uma ação conduzida pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), os agentes prenderam quatro membros de uma facção criminosa fortemente armados que estavam prestes a atacar rivais no bairro Serrinha.
De acordo com a polícia, os suspeitos residiam no Itaperi e se preparavam para executar integrantes de uma facção rival, em retaliação a um homicídio ocorrido no bairro Parque Dois Irmãos, em Fortaleza. Eles foram localizados em uma residência na Rua Nova Holanda, após investigações da Draco. No local, a polícia encontrou um grande arsenal: oito armas de fogo, incluindo três revólveres, três pistolas e duas espingardas calibre 12, mais de 200 munições, três coquetéis molotov, um rojão, 14 balaclavas e cinco litros de gasolina.
Os presos foram identificados como Albino Afonso Costa, de 38 anos, Wellington Rodrigues dos Anjos, que portava RG falso, Maike Serafim de Almeida (23), que também estava com documento de identificação falso, e Renato Silva de Paiva Aguiar, de 21 anos.
Investigações
De acordo com o delegado adjunto da Draco, Klever Farias, a Polícia Civil tem intensificado as investigações de combate ao crime organizado após os ataques ocorridos em março, incluindo o incidente que ficou conhecido como 'chacina do Benfica'. "Ontem recebemos a informação de que essas pessoas preparavam uma investida e conseguimos realizar as diligências. Trata-se de um grupo que atuava basicamente com homicídios, tráfico de drogas e posse ilegal de armas de fogo de uso restrito e permitido", ressalta.

Empresário e diretor do Fortaleza é morto em assalto



O empresário foi atingido por tiros e morreu no local. O crime aconteceu no bairro Papicu no estacionamento de um centro comercial, onde o banco está situado ( Fotos: Reinaldo Jorge )

Em meio a um bairro nobre, movimentado e durante horário comercial, mais um latrocínio foi registrado em Fortaleza. Na tarde de ontem, o empresário Roberto Mamede Studart Soares, conselheiro e diretor de Esportes Amadores e Olímpios do Fortaleza Esporte Clube, foi vítima de uma 'saidinha bancária'. O homem foi morto a tiros quando saía de uma agência do Banco do Brasil, no Papicu.
As imagens das câmeras de segurança dos estabelecimentos do entorno mostram que, por volta das 14h30, Roberto Studart saía do banco localizado entre a Avenida Santos Dumont e Rua Júlio Azevedo. Segundos após entrar no carro, um homem, correndo, foi até a direção da vítima e a abordou.
"Ele já estava sentado no carro. Aí um bandido puxou a porta e eles saíram no tapa. Me afastei e depois só ouvi os disparos", disse um popular, sem se identificar. A versão da testemunha pode ser confirmada nos vídeos. Um homem de camisa branca chega ao veículo de Roberto Studart, anuncia o assalto e começa a agredir o empresário.
A vítima chega a sair do carro e trava uma luta corporal com o criminoso. Porém, em poucos segundos, é alvejado com disparos de arma de fogo e cai. Um outro homem, vindo em uma moto de cor preta, passa ao lado do corpo e auxilia na fuga do responsável pelos tiros.
Quem passava pelo entorno durante a ação contou ter escutado, pelo menos, quatro disparos. "Eu ouvi os estampidos. Um seguido do outro. Depois teve a gritaria. Todo mundo que estava dentro da agência correu para fora", disse um comerciante que trabalha próximo ao banco.
Filha
Minutos após o homicídio, familiares de Roberto Studart e equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Polícia Militar e Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) chegaram ao local.
Uma das primeiras a ver o diretor das categorias de base do Fortaleza morto foi a filha da vítima. Irmãos e amigos de Roberto Studart também estiveram no local. Roberto Moreira, assistente do diretor, lamentou o ocorrido e recordou que assassinatos na Capital são crimes recorrentes. "A violência é grande. A gente vê morte acontecendo todo dia, mas acha que nunca vai ser com alguém tão próximo", disse o amigo de Studart. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), nenhum bem material foi subtraído de Roberto Studart. As polícias Civil e Militar realizam buscas na região no intuito de identificar e prender os envolvidos. Até o fechamento desta edição, nenhum suspeito havia sido preso.
CVLIs
Até março deste ano, a SSPDS havia contabilizado 1.258 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) no Ceará ao longo do primeiro trimestre. Das mortes, 12 foram latrocínios. No início deste mês, o titular da Pasta, André Costa, havia comemorado que os roubos seguidos de mortes vinham reduzindo.
"O combate ao roubo tem impactado na redução do latrocínio. A gente vem com redução de 36% nos latrocínios. Boa parte da população tem esse temor. Muitas vezes a população não tem medo do homicídio, mas têm medo de ser vítima de um assalto e vir ao óbito", afirmou o secretário há duas semanas.
Poucos dias após esta fala, uma estudante foi morta vítima de um latrocínio. Cecília Rachel Gonçalves Moura foi baleada na cabeça, no bairro Parque Manibura. No último dia 12, a universitária conduzia um automóvel quando foi surpreendida por homens armados.
Cecília chegou a ser hospitalizada no Instituto Doutor José Frota (IJF), mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas após a ação. Menos de uma semana depois, a Polícia Civil considerou o crime como elucidado. Ao todo, sete suspeitos foram presos pelo assassinato da jovem.
Dentre os capturados, dois já tinham utilizado tornozeleira eletrônica. Um havia terminado de cumprir a medida cautelar recentemente. Já um outro, identificado como Rodrigo Barbosa de Moura, rompeu a tornozeleira no mesmo dia do atentado.
Antes da morte da estudante, outro latrocínio já havia sido registrado neste mês. João Batista de Sousa, 58, foi morto em Paraipaba no dia 5 de abril de 2018. Leia mais no Jogada

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Equipe RAIO em ação

Prisões e apreensão  de Arma de Fogo e Drogas pela equipe do RAIO em Paraipaba.
 

Polícia botando quente.

Presos no posto de Ocara, 2 homens e 1 mulher,  no celular de um deles fotos dos mesmo exibindo armas e munições. S15 delegacia Horizonte.




FTA em ação.

Abordagem no quarto anel viário a Força Tática 16bpm Ais 3.
Veículo vindo de Mossoró com 50kg de maconha e 2 kg de cocaína.

RAIO em ação.

Equipe RAIO e FTA Juazeiro do Norte, fazem uma grande apreensão de drogas no Bairro São José.
30 kg de maconha.