segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Polícia prende membros de facção criminosa que se preparavam para praticar ataques em Canindé


Devido aos últimos acontecimentos no estado do Ceará, a polícia vem intensificando o trabalho ostensivo de combate ao crime organizado. Na noite de sábado (05), três membros de uma facção criminosa foram presos quando se preparavam para praticar ataques no município de Canindé.

Segundo informações da Polícia Militar, policiais do BPRaio realizavam patrulhamento de rotina pela travessa J. Pinto, nas proximidades da estátua de São Francisco, quando abordaram um elemento em atitude suspeita, identificado como José Wesley Lima de Silva. O mesmo afirmou ser morador de Fortaleza e confessou ser membro de uma facção criminosa e que estava em Canindé “por ordem do Comando”.
Questionado sobre a ordem recebida o mesmo delatou outras duas mulheres, identificadas como Cristina Gomes da Silva e Maria Vitória Cardoso dos Santos, que estavam com ele em uma casa no Bairro Alto Guaramiranga.
Os três suspeitos confirmaram ter recebido ordem para fazerem atentados aos prédios do município, entre eles o quartel do Corpo de Bombeiros Militares do Estado do Ceará, instalações da Enel (sub estação de energia elétrica) e postos de combustíveis locais.
Com eles foram apreendido uma quantidade de dinheiro em espécie e cerca de 34g de maconha. Os três foram encaminhados para delegacia regional de Canindé para os devidos procedimentos.


Polícia Civil apreende centenas de munições e prende suspeito que atuava em Quixadá e Maciço de Baturité

A Polícia Civil fechou um depósito clandestino de de munições e apreendeu um suspeito que atuava em Quixadá e municípios da região do Maciço de Baturité.
A prisão do suspeito identificado como Valmir França da Silva, 56 anos, se deu após investigações iniciadas no município de Quixadá. As informações coletadas pelos agentes de segurança levaram até um imóvel localizado entre os municípios de Baturité e Capistrano.

No local, os policiais apreenderam 100 munições de calibre 12, 73 munições de calibre 20, 300 de calibre 22 e 75 de calibre 28, 39 recipientes plásticos e 34 de metal para espoletas, 61 sacos contendo chumbo e mais 8 kg do mesmo material, dos números 2, 3, 3T, 4, 6, 7 e 8, vasta quantidade de pólvora, mais de 500 caixas fogos de artifício de tipos variados, estojos vazios de metal calibres 9.1, 12, 20, 28 e 32, além de 114 carteiras de cigarro.
O acusado foi autuado em flagrante por posse e comercialização de armas de fogo e munição e armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente.
Por Monólitos Post

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

ATENÇÃO!