sábado, 9 de novembro de 2019

PM’s são recebidos com homenagens após operação que deixou quixadaenses mortos em confronto no Tocantins


As equipes de policiais empregados na Operação Hórus Divisa, que ficaram 15 dias em incursões na zona rural da região de Pequizeiro, no Tocantins, foram recepcionadas com honra no pátio do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar em Palmas, nesta quinta-feira, 07. O comandante geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, o vice-governador, Wanderlei Barbosa, os deputados estaduais, Luana Ribeiro, Olyntho Neto e Cleyton Cardoso, secretários de estado, vereadores e outras autoridades civis e militares prestigiaram o retorno dos policiais.
Durante a operação pelo menos seis cearenses foram mortos após confronto armado com os policiais, destes, pelo menos quatro eram de Quixadá, sendo dois deles irmãos. Durante a Operação Hórus Divisa foram mobilizados cerca de 200 policiais, três helicópteros e 60 viaturas, em 15 dias de atuação. A operação contou com o apoio da Polícia Civil do Tocantins, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, além da Secretaria de Segurança Pública do Pará e Casa Militar de Goiás, estas últimas tendo apoiado com helicópteros.
Durante toda a operação foram encontrados em poder da quadrilha: dois fuzis (calibre 5,56), um fuzil modelo AK 47 (calibre 7,62), duas pistolas calibre .40, um revólver calibre .38, e aproximadamente 500 munições de vários calibres. (Com informações da PM do Tocantins).

Nenhum comentário:

Postar um comentário