terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Cid reafirma interesse em concluir obras no CE

MAIS SEIS MESES
Image-0-Artigo-1537668-1
Governador Cid Gomes passa em revista a tropa da Polícia Militar, antes de adentrar o plenário da Assembleia Legislativa, onde fez balanço das atividades e disse que gostaria de ter mais seis meses para concluir todas as obras
FOTO: BRUNO GOMES
O governador Cid Gomes (PROS) reiterou sua decisão de ficar até o dia 31 de dezembro no Governo e depois buscar um emprego no Banco Interamericano de Desenvolvimento, para passar uns dois anos fora do Brasil. Cid disse que nem de graça aceitaria um novo mandato de governador, mas gostaria de ter pelo menos mais seis meses, depois de dezembro, para concluir todas as obras em execução, iniciadas na sua segunda gestão.
O governador esteve na Assembleia Legislativa do Ceará, ontem, durante a sessão solene de instalação da 4ª Sessão Legislativa e apresentou a mensagem do Poder Executivo ao Legislativo tratando dos feitos de sua gestão no ano passado. Em um pronunciamento sucinto de pouco mais de 20 minutos, o chefe do Estado destacou as principais ações realizadas nas mais diversas áreas de atuação e anunciou a realização do Programa por Resultados em parceria com o Banco Mundial.
A iniciativa tem por base o apoio ao crescimento econômico com redução das desigualdades e sustentabilidade ambiental, conforme informou Cid. O programa terá investimentos da ordem de US$ 350 milhões. "A caminhada requer a participação de todos. Agradeço aqueles que não medem esforços para ter um Ceará melhor para todos. Sou grato ao Poder Legislativo, Judiciário e ao Governo Federal e Municipais".
Somente seis deputados faltaram à solenidade. No entanto, todos aqueles que fazem parte da oposição compareceram e até aguardaram uma quebra de protocolo por parte do governador para terem um debate com ele. Conforme informou o próprio governador, isso seria possível durante o almoço servido por ele no Palácio da Abolição. Quase todos os secretários acompanharam o governador até o Legislativo, na manhã de ontem.
Segundo Cid Gomes, o crescimento do setor industrial foi importante para que o Produto Interno Bruto (PIB) atingisse o patamar atual, sem contar os investimentos públicos em diversas áreas. "De modo particular, menciono a Copa das Confederações, no qual dedicamos esforços, e na economia cearense foi adicionado R$ 145 milhões, resultando um impacto de 234 milhões", disse ele.
O governador afirmou também que a infraestrutura turística foi impulsionada com a construção de centros de eventos, além de construção e reforma de aeroportos, construção e requalificação de estradas e a construção do Aquário do Ceará ainda em curso. Pela primeira vez, segundo disse, foram recebidos mais de 3 milhões de turistas, que deixaram R$ 5,6 bilhões no Estado.
Empregos
A Companhia Siderúrgica do Pecém, com investimentos da ordem de mais de R$ 4 bilhões, quando do início de suas operações, deve concorrer para a criação de mais de 14 mil empregos diretos e indiretos. "Concluímos ainda o alfandegamento e iniciamos uma Zona de Processamento de Exportação, e isso se tornou o primeiro equipamento do gênero no Brasil. A ZPE do Ceará trabalha intensamente", disse.
Sobre os investimentos de transmissão de dados, ele destacou o Cinturão Digital do Ceará, que já chega a 100 municípios e que permitirá a democratização do processo digital através da transmissão de banda larga, o que possibilita o desenvolvimento socioeconômico do Estado.
Ele destacou a construção de 22 policlínicas, 19 Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), quatro hospitais regionais e 22 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), sendo dessas seis na Capital, além da universalização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
Segurança
"Essa rede está possibilitando a oferta de serviços na rede pública, o que é evidenciado pelo recorde de transplantes no Estado do Ceará. Deve ser destacado também o apoio dado aos municípios", lembrou.
Ele disse que a Segurança é o maior desafio da gestão e destacou o aumento do efetivo, através de 2100 candidatos aprovados em concursos, sendo 1900 formados até então. Os recursos para as policias, segundo ele, foram melhorados, além do aumento das delegacias e construção de especializadas. "Aprimoramos a forma como esse setor vem sendo gerido e estabelecemos metas para a redução da criminalidade. Ele concluiu dizendo que o Governo vem preparando o Ceará para o futuro e cuidando do presente".

Leia a entrevista coletiva de Cid Gomes em blogs.diariodonordeste.com.br/politica

Nenhum comentário:

Postar um comentário