segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Torcedor do Ceará é preso por jogar bomba caseira em estádio da Copa

Suspeito atirou uma bomba caseira nos torcedores do Treze da Paraíba.
Segurança do castelão era feita por 149 policiais militares.
Do G1 CE, com informações da TV Verdes Mares
Um membro de torcida organizada do Ceará está preso desde o domingo (2) por tentativa de homicídio, após o jogo na Arena Castelão, uma das 12 sedes da Copa do Mundo, contra o Treze da Paraíba. Segundo a polícia, Glauber Henrique Pinho Araújo, de 18 anos, é suspeito de ter atirado uma bomba caseira contra a torcida adversária. O material, feito com pólvora e pregos, não atingiu ninguém.
"Se ele tivesse atingido alguém teria havido uma tragédia. Ele já tinha intenção de jogar a bomba", diz o delegado Romério Almeida, do 34º DP, no Bairro Centro. O suspeito vai permanecer no 34º DP até que o inquérito seja concluído.
De acordo com as investigações da polícia, Glauber já havia postado nas  redes sociais que poderia haver uma briga durante a partida entre o Ceará e o Treze da Paraíba, pela Copa do Nordeste. Na súmula, o árbitro Cosme Araújo relatou que chegou a parar a partida por cerca de um minuto, até que a situação foi controlada pela polícia.
Para a polícia, o caso chama a atenção pelo fato de uma bomba caseira ter passado pela fiscalização na entrada do Castelão. Segundo a súmula do árbitro da partida, 149 policiais militares faziam o policiamento durante o jogo. As imagens das câmaras do circuito interno do Castelão não foram divulgadas e a administração do estádio não quis se pronunciar sobre o caso.Por causa da confusão, o time Ceará pode ser penalizado com multa que pode variar de R$ 100 a R$ 100 mil. O time cearense também pode perder o mando de campo por até 10 partidas, de acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário