quarta-feira, 23 de abril de 2014

Homem mata sogra a facadas

JUAZEIRO DO NORTE
Um homem assassinou a sogra, a golpes de faca, depois que deixou seu filho aos cuidados da vítima e a criança morreu após cair em um poço. O crime aconteceu, na Vila Carité, em Juazeiro do Norte (493Km de Fortaleza), na noite da última segunda-feira. O suspeito do homicídio, Cícero Enomárcio Nunes da Silva, fugiu, mas teria ligado ontem para a Delegacia Regional de Juazeiro (DRJN) dizendo que iria se apresentar nas próximas horas.
Conforme informações do Comando de Policiamento do Interior (CPI), o menino Francisco Wallace, de um ano e sete meses, estava brincando e caiu em um poço de dois metros de profundidade, que ficava nas proximidades da casa, onde sua família estava. A criança foi retirada do local por populares e encaminhada ao Hospital Regional do Cariri (HRC), mas não resistiu e acabou morrendo.
Ainda de acordo com o CPI, quando Cícero soube da morte do filho, investiu contra a sogra culpando-a do fato e repetindo que tinha deixado o menino com ela. A mulher tentou se defender, mas foi atingida no pescoço por uma facada desferida pelo genro. Maria Elaiva de Souza, 44, também foi levada ao HRC, mas também não resistiu.
A filha de Elaiva e mãe da criança morta, foi atingida pela faca, em um dos braços, na tentativa de salvar a mãe. A mãe disse a Polícia que não percebeu quando a criança saiu da casa, andou cerca de 20 metros até o poço, onde foi encontrada.
Delegada
A delegada titular da DRJN, Cícera Araújo, disse que o procedimento foi encaminhado, na tarde de ontem, para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que deverá apurar o caso. "Dois procedimentos foram abertos aqui na delegacia. Um para apurar o suposto afogamento, o outro para apurar o homicídio. O homicídio será apurado na DDM por se tratar de um caso que envolve relação doméstica", afirmou.
Ainda segundo a delegada, muitas testemunhas e familiares dos mortos foram ouvidos durante o plantão de segunda-feira. Em entrevista a TV Verdes Mares, o inspetor Eugênio Marcos dos Santos, disse que a morte por afogamento é apenas uma das hipóteses que estão sendo investigadas. No entanto, somente após a liberação do laudo cadavérico da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), é que a causa da morte será confirmada. "Com o resultado do exame, saberemos se foi afogamento ou se houve um acidente ou uma lesão antes da criança falecer", afirmou.
O fato gerou grande comoção na Região do Cariri, diante da tragédia que acometeu a família. Os corpos da criança e da avó foram sepultados ontem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário