sábado, 28 de junho de 2014

Subtenente da PM é baleado e morto em um assalto

ARMA ROUBADA
Image-1-Artigo-1646940-1
pm morto
O policial da Reserva Remunerada da PM, Francisco Alcimiro de Oliveira, foi baleado dentro do comércio dele, situado na Rua Francisco Mota, comunidade Olho D'Água, no município de Eusébio e morreu no hospital
FOTO: ÉRIKA FONSECA
O subtenente da Reserva Remunerada da Polícia Militar e ex-comandante da Guarda Municipal do Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Francisco Alcimiro da Silveira, foi morto durante assalto. A ação ocorreu por volta das 14h de ontem nas dependências do mercadinho da vítima. O policial é suplente na Câmara Municipal de Eusébio, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB).
De acordo com testemunhas, três suspeitos invadiram o estabelecimento e anunciaram o assalto. O subtenente tentou reagir e foi baleado na cabeça na frente do próprio filho de 10 anos de idade. Alcimiro foi levado por populares para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, mas não resistiu aos ferimentos.
O trio de assaltantes levou a pistola .40 do policial e fugiu do local em um veículo Siena Prata, em direção a Fortaleza. A Polícia trabalha, inicialmente, com a hipótese de um latrocínio (roubo seguido de morte). O caso será investigado pela Delegacia Metropolitana de Eusébio (DME), mas será acompanhado pela Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).
Outros casos
Entre maio e junho deste ano, esse foi o sétimo caso de policial vítima de crime, na Grande Fortaleza; dois deles morreram.
No dia 20 de maio, um sargento morreu durante um assalto no Conjunto Ceará. Um dia depois, outro policial militar foi baleado na cabeça durante uma tentativa de assalto, no Bairro Jóquei Clube. Menos de 24 horas depois, um outro PM acabou baleado em um assalto no bairro Parangaba. No sábado (24), um soldado foi baleado no Icaraí, em um roubo. No dia 27 de maio, um PM sofreu um atentado no bairro Serrinha.
Neste mês, no último dia 21, o sargento Carlos Wanderley Vicente Barbosa morreu após ser atingido por vários tiros na cabeça, no bairro São Cristóvão. Os acusados levaram a arma do PM e fugiram em uma moto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário