quinta-feira, 23 de abril de 2015

Polícia apreende 100 kg de maconha no Bairro Sapiranga, em Fortaleza

NARCOTRÁFICO

Image-0-Artigo-1839766-1
A maconha foi encontrada pelos policiais civis dentro de três caixas de papelão, em uma casa no bairro Sapiranga, totalizando 100 quilos de entorpecente
Um homem foi preso e 100 quilos de maconha foram apreendidos, na tarde de ontem, na Comunidade Piçarreira, bairro Sapiranga, Área Integrada de Segurança (AIS) 3, em Fortaleza.
De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os policiais civis investigavam a ação de uma quadrilha de traficantes naquela região da Cidade há cerca de duas semanas. Ontem, após denúncia anônima sobre o recebimento de um carregamento de drogas, os inspetores estacionaram uma viatura descaracterizada na entrada da favela e esperaram o homem que havia recebido o entorpecente sair da casa.
Por volta das 14h30, o suspeito, identificado como Celiano da Silva Xavier, de 21 anos, foi abordado. Conforme a SSPDS, no momento da prisão, Celiano negou que tivesse envolvimento com o maconha, mas depois mostrou aos policiais onde a droga estava escondida.
O material foi encontrado dentro de três caixas de papelão, totalizando 100 quilos de entorpecente. Celiano disse ainda que a maconha seria distribuída para outros traficantes da região.
Com a movimentação na região, populares cercaram as viaturas e os policiais tiveram dificuldade em sair da comunidade da Piçarreira. Na confusão, uma pessoa foi detida e levada para a sede da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). Érica da Silva Araujo, 24, foi presa por desacato à autoridade. Já Celiano da Silva foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.
Selo
Os policias informaram que a maconha encontrada na casa possui um 'selo de controle de qualidade' que está sendo investigado pela Polícia.
O delegado Sérgio Santos, diretor adjunto da DCTD, informou que a Polícia agora trabalha para identificar a procedência da maconha e quem são os traficantes que iriam recebê-la.
Há cerca de um mês, um vídeo circulou nas redes sociais mostrando um suposto 'acordo de paz' entre gangues das comunidades do Alecrim, Piçarreira, Lagoa Seca e Muro Alto, situadas nos bairros Sapiranga, Edson Queiroz e Conjunto Alvorada. Nas imagens, dezenas de pessoas que seriam oriundas das comunidades estão em um momento de confraternização, em um campo de futebol, conhecido como 'Campo da Leda'. A região tem sido palco de confrontos e mortes por conta do tráfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário